janeiro 04, 2010

Project Movies: O Leitor

Kate Winslet brilha mais uma vez em um dos dramas mais emocionantes dos últimos tempos


O filme baseado no romance de Bernhard Schlink, é mais uma história sobre o holocausto e suas barbaridades, mas dessa vez inova em mostrar um ponto de vista diferente e ainda debatendo as consequências do que foram os primeiros anos depois das atrocidades. A produção foi indicada à cinco Oscars - Melhor Roteiro Adaptado, Melhor Fotografia, Melhor Atriz, Melhor Diretor (Stephen Daldry) e Melhor Filme. Levou a estatueta de melhor atriz para Kate Winslet, que brilha.


A história gira em torno de um jovem de 15 anos, na Alemanha em reconstrução depois da Guerra. Eles se chama Michael Berg (David Kross), um garoto estudioso com uma vida normal. Na volta da escola, ele passa mal na rua e recebe ajuda de Hanna Schmitz (Kate Winslet). Logo os dois começam a ter um relacionamento amoroso, regado de muito sexo. Mas uma característica de Hanna começa a florecer, e ela pede que antes de transarem, que ele leia para ela. Daí variados clássicos são lidos e a mulher sempre se emociona a cada história. Para o público, não fica difícil desconfiar o segredo que é guardado no filme e, mesmo sem parecer muito absurdo, é isso que desencadeia um futuro triste para ambos personagens.

Hanna Schmitz é uma pessoa dura, complexa, sozinha e sem nenhuma perspectiva de vida. Depois do verão, ela some deixando Michael inconsolado. O personagem do garoto passa por uma transformação, e tenta seguir à diante. Entra na faculdade de direito e logo na primeira experiência de julgamento dá de cara com Hanna como réu, acusada de ter sido da SS  e cometido vários crimes. Nesse momento o filme dá enfoque a debates envolvendo a ética e os vestígios cruéis de quem trabalhou nos campos de concentração. Não apenas das vítimas. Pode-se punir quem participou dos massacres e quem se omitiu para se livrar do terror? O papéis se invertem a partir daí e o segredo de Hanna fica nas mãos de Michael. Um segredo que poderá diminuir sua pena, da qual, ela não quer revelar.

Além do complexo personagem de Hana, o filme ainda dá grande destaque para o de Michael e como ele reage diante de tal situação. É daqueles filmes que você tenta se colocar na história e o que faria no lugar do personagem. O incrível é como ele conduziu tudo, até finalmente ter uma atitude que emociona pelo grau de suavidade que é tratado. Ralph Fiennes interpreta Michael mais velho, e mesmo que não consiga segurar o ritmo quando a trama passa a ser contada mais na frente, ele continua se aprofundando nos vestígios daquela história até voltar ao centro dos acontecimentos.

O Leitor é um grande filme, e infelizmente só tive a chance de assisti-lo agora e consequentemente excluindo da minha lista de melhores filmes de 2009. Kate Winslet já merecia um Oscar depois de tantos papéis ousados e que foram bem trabalhados, mas ganhou por um que não é qualquer atriz que faria com tanta dignidade. 
   
O Leitor  
The Reader
EUA / Alemanha, 2008 - 124 min
Drama
Direção: Stephen Daldry 
Roteiro: David Hare 
Elenco: Kate Winslet, Ralph Fiennes, David Kross, Lena Olin

Trailer: 






Um comentário:

Atenção: Este blog contém conteúdo opinativo, por isso, não serão aceitos comentários depreciativos sobre a opinião do autor. Saiba debater com respeito. Portanto, comentários ofensivos serão apagados. Para saber quando seu comentário for respondido basta "Inscrever-se por e-mail" clicando no link abaixo.