outubro 31, 2009

Cold War Kids lança novo EP em janeiro

Banda de indie rock divulga teaser do novo trabalho


Com dois álbuns lançados, a banda Cold War Kids, pode não ser conhecida do grande público, mas faz um som de qualidade e bem distinto de outras bandas. Mesmo com fortes influências de soul e blues e bandas como Radiohead, The White Stripes e Muse, a banda se destaca pela simplicidade do som e criatividade nos vídeos. Formada pelos músicos: Nathan Willett (vocal principal, piano e guitarra), Jonnie Russell (guitarra, vocal e percussão), Matt Maust (baixo), e Matt Aveiro (bateria), a banda foi formada em 2004.

E dia 18 de Janeiro a banda se prepara para lançar um EP. Já o próximo álbum deve sair em meados do primeiro semestre também do ano que vem. Confira uma prévia do novo EP Behave Yourself e mais abaixo o vídeo de I've Seen Enough.

Na página oficial da banda no Youtube tem a videografia da banda: http://www.youtube.com/user/coldwarkidsmusic

Jay Z & Alicia Keys "Empire State Of Mind" - Video Premiere

O melhor dueto do ano tem clipe lançado!


Os dois fecharam o Video Music Awards da MTV com chave de ouro. No dia seguinte, a canção já era uma das mais baixadas no iTunes e isso refletiu em um grande sucesso pelo mundo. Não é preciso ser fã do Jay Z pra perceber que a canção - uma carta de amor à cidade de Nova Iorque - é sem dúvidas envolvente.

"In New York,
Concrete jungle where dreams are made of,

There's nothing you can’t do,

Now you’re in New York,

These streets will make you feel brand new,

The lights will inspire you,

Lets here it for New York..."


Claro que a escolha de Jay Z não poderia ser melhor, afinal Alicia Keys é sempre incrível! A música está presente no 11º álbum de estúdio do rapper, The Blueprint 3. Veja a premiere:


E recentemente a cantora Alicia Keys também lançou seu primeiro clipe promocional do novo álbum The Element of Freedom. A música escolhida é Doesn't Mean Anything. O lançamento é previsto para 15 de Dezembro nos EUA e um dia antes no Reino Unido. Confira o clipe:

Avatar - Trailer Premiere

Novo trailer conta mais sobre a história

E vamos ao que promete ser o blockbuster do ano! O filme Avatar, projeto visionário de James Cameron, começa engrenar nas peças promocionais. Depois do Avatar Day, em que 15 minutos do filme foi exibido em telas IMAX, o primeiro trailer estendido foi lançado nessa semana.

As cenas são de arrepiar, e sem dúvidas vão garantir boas horas de puro entretenimento. Se será o filme do ano, eu não sei, mas os ingredientes presentes no trailer me agradaram em cheio. Confira o novo material:


Avatar se passa num futuro distante, em que os terráqueos chegam ao planeta Pandora, habitado pela raça humanóide Na'vi ("mais primitiva que a nossa, porém mais sábia", segundo o cineasta). Caberá a um fuzileiro naval, vítima de ferimentos de guerra, explorar a cultura humanóide. Para se infiltrar, ele assume um avatar, por meio de tecnologia que transplanta mentes humanas a corpos alienígenas. A superprodução é protagonizada por Sam Worthington, Zoë Saldana, Sigourney Weaver, Michelle Rodriguez, Giovanni Ribisi e Stephen Lang.

Dia 18 de Dezembro será a grande estreia.

outubro 27, 2009

Tá Chovendo Hambúrger! 3D - Resenha

Filme surpreende pela ousadia e com um roteiro grandioso



A primeira vista, o que poderíamos esperar do trailer de Tá Chovendo Hambúrger! (Columbia Pictures e Sony Pictures Animation), é mais um clichê de animações pitorescas, que pecam no exagero de cenas de ação e com o sentimentalismo barato do drama em família. Isso realmente fica chato quando não se tem o cuidado de fazer algo bem feito, visando apenas os lucros. Enquanto a Disney provoca os investidores e o público na tentativa de surpreender e continuar a comover plateias ao se renovar a cada franquia - como no último UP Altas Aventuras, leia crítica aqui - , os outros estúdios estão pensando mesmo é em diverti-las! Isso aconteceu nos estrondosos sucesso Kung Fu Panda (Dreamworks) - da qual já tem uma sequência sendo preparada com estreia prevista para 03/06/2011-, A Era Do Gelo 3 (FOX) e o meio que fracassado Monstros vs Alienigenas (Dreamworks). Não que essas produções não apelem para o ensinamento de valores morais e que tenham dramas familiares, mas vamos considerar que são em uma escala menor.

Começamos com o fracassado Flint Lockwood, que não tem o respeito de seu pai, quando decide seguir a carreira de cientista. Nem do pai, nem de ninguém da cidade. Mas tudo isso muda quando uma de suas invenções, uma máquina que transforma água em comida, dá certo e acaba na estratosfera. Então começa a chover a comida que for escolhida na máquina. O exagero aqui, faz bem quando estamos ansiosos por imaginar tais cenas. E mesmo que o design dos personagens, e criaturas não são tão perfeitos e limitados, em relação aos filmes da PIXAR, o que temos aqui é o cuidado com todo o resto.

O roteiro é bem amarrado, e todas a várias histórias vão evoluindo e conquistam um clímax que não deixa à desejar. Destaque para o núcleo amoroso do personagem principal, a estagiária Sam Sparks. Mas aí temos um problema - dependendo do ponto de vista -, quando estamos fazendo uma história para adultos. Várias piadas talvez serão incompreendidas pelo público infantil. Mais do que qualquer outra produção, tanto pela história que foge do universo bonitinho construído pelos outros estúdios, quanto os personagens. Claro, que esse comentário cabe a quem ache que animação continua sendo apenas coisa para crianças. Eu ainda não sei o que dizer a respeito. Só sei que continuarei fã desses filmes com todo espírito infantil que guardo dentro de mim nessas horas de pura diversão!

Tá Chovendo Hambúrguer

Cloudy With a Chance of Meatballs

EUA, 2009 - 90 min
Animação / Infantil
Direção: Phil Lord e Chris Miller
Roteiro: Phil Lord e Chris Miller
Elenco: Bill Hader, Anna Faris, James Caan, Bruce Campbell

Trailer:



outubro 25, 2009

Paolo Nutini "Pencil Full Of Lead" - Video Premiere

Candidato a um dos clipes mais criativos e legais do ano!

Nada como um single de sucesso para aquecerem as vendas - e o ânimo. O cantor escocês Paolo Nutini retornou de uma turnê de divulgação do último álbum Sunny Side Up (resenha aqui) nos Estados Unidos, há pouco tempo e parece que chegou na Inglaterra, bem frustrado. Diferente do álbum de estreia - These Streets de 2006 - que fez muito sucesso, esse último não decolou e a venda de ingressos. Segundo ele para o tablóide The Sun, os shows foram 'constantes', sem o mesmo apelo das platéiass de anos atrás. Culpou a gravadora pela péssima divulgação. E sem dúvidas foi um erro, afinal a entrada de cantores de fora na América está mais forte do que nunca.

Mas no Reino Unido, a coisa está melhor. Bem melhor. Mais de 20 semanas entre os álbuns mais vendidos e Paolo segue no quinto lugar, ao contrário de vários nomes, como Madonna e The Black Eyed Peas que caíram. Mas esse sucesso repentino do álbum que teve as vendas alavancadas nessas últimas semanas - afinal ele estava se enfraquecendo na lista -, deve-se ao novo single Pencil Full Of Lead que foi apresentado no programa popular The Graham Norton Show. Paolo foi entrevistado junto com a bela Anna Paquim que foi falar sobre True Blood, e depois arrepiou a platéia ao cantar o novo som. O vídeo você pode conferir aqui , e é muito engraçado - principalmente quando Nutini chega a cantar a Anna. O novo single estreiou nas paradas do Reino Unido no 33º lugar.

No clipe novo ele ganha uma versão de bonequinho de massa com dançarinas de carne e osso o acompanhando no palco. Mas essa versão boneco o deixou bem, digamos... taradinho. Logo as dançarinas se revoltam com o cantor e fazem picadinho dele! Confira:



Bem criativo e original!

outubro 19, 2009

Green Day "21st Century Breakdown" - Video Premiere

Clipe conta a história de amor que deu origem ao conceito do álbum


Christian e Gloria são frutos de uma era com grandes transformações em seu país governado por George Bush. Guerras, destruição e o grito jovem que é contra tudo isso que está acontecendo. O clipe ficou bem interessante e foi direto ao ponto. O ponto forte fica por conta do beijo, mas que não é dos protagonistas e eu não vou revelar a surpresa que é mostrada por trás de uma crítica bem forte. A cena final da banda tocando em cima do prédio também ficou bem bonita. Enfim, é mais um trabalho muito bem produzido do Green Day.

Oh Dream, America dream,
I can't even sleep
From the lights early dawn
Oh Scream, America scream
Believe what you see from heroes and cons?

A música 21st Century Breakdown faz parte do último álbum - de mesmo nome - lançado pela banda recentemente e esse é o quarto single. Confira a premire:


outubro 18, 2009

Lily Allen "Who'd Have Known" - Video Premiere

Balada ganha vídeo sobre "sequestro carinhoso"


Chegamos ao quinto videoclipe promocional do álbum It's Not You, It's Me - leia a crítica aqui - da inglesa Lily Allen. A música escolhida da vez é Who'd Have Known uma baladinha que fala um pouco sobre o sentimento pocessivo de um relacionamento. O clipe brinca exagerando, e a cantora sequestra Elton John. Divertidinho e a Lily está linda no vídeo. Confira:




outubro 16, 2009

Arctic Monkeys "Cornerstone" - Video Premiere

Vídeo bizarro gera críticas negativas dos fãs


Quando o Arctic Monkeys lançou o vídeo de Crying Lightning, a maioria dos fãs destestaram o resultado, o amadorismo forçado e rejeitaram - ou não entenderam - o conceito. Eu particularmente gostei, e muito. A novela se repete com o lançamento de Cornerstone, segundo single de Humbug, lançado em Agosto. O clipe consiste do vocalista Alex Turner cantando de forma brega, utilizando um gravador. Os comentários na internet foram os mais negativos, mas alguns fãs mais inteligentes como o autor do Arte à Sétima, entende que a banda está criando uma atmosfera para que os fãs entrem na fase da banda, no conceito do álbum. E claro isso pode gerar desconforto em alguns, visto que nos álbuns anteriotes, o Arctic Monkeys fazia puramente um rock moderno e "livre" de conceitos.

O resultado pra mim ficou engraçado, mas eu não me considero fã da banda. Sei como deve ter gente decepcionada por aí e esperando que seja apenas uma brincadeira do grupo. Afinal é um marketing ousado, ainda mais que a banda não teve a mesma repercussão dos lançamentos anteriores - nem com a crítica e nem com as vendas. Mas a banda não precisa disso, não é? Confira o vídeo polêmico:



E aí? O que acharam?

outubro 13, 2009

The All-American Rejects "I Wanna (US Version)" - Video Premiere

Novo clipe da banda é um misto de propaganda e arte


Provavelmente esse clipe só saiu com a grande ajuda da LG, mas quem somos nós pra julgar o grupo The All American Rejects, não é mesmo? A música I Wanna, que já tinha um clipe, acaba de ganhar outro para o mercado americano e consiste em uma festinha dentro de casa e pessoas com celulares por todos os lados, formando imagens ou simplesmente mostrando flashback. O resultado ficou interessante, porém a logomarca da LG tira o foco do que podia ser um clipe até simpático.

A música faz parte do álbum When The World Comes Down - confira a resenha aqui - lançado no final do ano passado. Confira a premiere:


outubro 11, 2009

True Blood 2ª Temporada - Resenha

O fenômeno vampiresco quase chega ao auge nesta temporada


True Blood estreou ano passado na HBO e fez um enorme sucesso na televisão americana. A fase vampiresca, engrenada pelo fenômeno literário Crepúsculo – que virou filme e conquistou uma enorme bilheteria – facilitou as coisas. Agora depois de uma segunda temporada movimentada, a audiência dobrou e enfim com seus méritos próprios, o seriado mostrou ao que veio.


O convívio difícil dos humanos com os vampiros, depois da criação da bebida composta de sangue sintético, deixou de ser o principal foco que foi destaque em quase todos os episódios da primeira temporada. A mitologia cresceu e personagens assumiram papéis de vilões fazendo com que humanos e vampiros acabassem unidos. A temporada já começou com Sookie (Anna Paquim) ajudando os Vampiros de Dallas a procurar o líder Godric, enquanto o irmão Jason (Ryan Kwanten) usou o dinheiro que ganhou de herança do tio, para entrar na Sociedade do Sol, sociedade da qual, tem como principal premissa odiar os vampiros.

A evolução da série com esses novos caminhos deixa claro duas coisas: uma temporada menos sensual e a exploração da mitologia que não fica limitada apenas a vampiros. Mais do que a entrada da discussão religião x vampiros, o que ficou forte aqui é à entrada da misteriosa Maryann (Michelle Forbes) que sem dúvidas chocou em várias cenas de rituais e sua cozinha macabra - o que dizer da cena que ela prepara uma torta com coração humano?


Outros núcleos como de Eric (Alexander Skarsgård) que aprisionou Lafayette (Nelsan Ellis), o condenando por traficar sangue de vampiros para humanos - que serve como droga - ou a confusa Tara (Rutina Wesley) e a difícil relação com sua mãe que é alcoólatra, faz a série parecer ás vezes uma grande novela, com seus momentos impactantes e o grande número de histórias entrelaçadas. E isso é algo que os roteiristas tiram de letra, pois o excesso de personagens nunca foi algo cansativo ao seriado e soou exagerado. Mas por outro lado, prejudicou outros personagens que perderam um pouco o brilho, como exemplo, o Bill (Stephen Moyer) e o Sam (Sam Trammell). Ambos ficaram meio chatinhos, certinhos demais e muitas vezes tomando as piores decisões.

A qualidade da série que muitas vezes é rotulada de trash, assume isso em várias cenas, mas o engraçado é que elas são bem feitas - assustadoras por muitas vezes. O roteiro ajuda em diversos momentos, mas alguns diálogos ficaram visivelmente arrastados e caricatos no final dessa temporada. Jason entrando com uma moto serra no bar para assustar o zumbis, ou a patética cena de Tara tentando fugir para salvar o namorado Eggs (Mehcad Brooks). Às vezes o excesso de drama ou sarcasmo é que fazem mal ao seriado. Principalmente se tratando dos escândalos de Sookie e sua enorme boca.

Foi uma temporada muito boa, com participações que acrescentaram muito ao seriado, mesmo que rápidas. Pode-se citar a adorável - aqui não tão assim - Evan Rachel Wood como Sophie Anne ou Allan Hyde como o inteligentíssimo Godric. Tudo parece caminhar à uma evolução gradativa do seriado e quem sabe incorporar outros seres, como lobisomens. Afinal, agora que se incorporou metamorfos e Mênades não seria um erro colocar os mais populares. Mas o maior mistério da série está guardado para ser revelado em um momento crucial do seriado: o que afinal é a Sookie? Quais poderes ela pode ter além de ler pensamentos e as luzes que saem de sua mão. Guardo ancioso pela resposta, assim como aguardo o mistério de LOST.

Conquistando àqueles que vêem Crepúsculo como coisa de crianças, True Blood é a série que faltava para preencher o vácuo deixado pelo fim de Buffy e Angel. Séries sem frescuras (como de vampiro que brilha no sol) e com uma boa história de amor como pano de fundo. É esperar e comprovar que o seriado tem tudo para ser cultuado e marcar uma geração que se interessa pela mitologia vampiresca. Que venha a terceira temporada!


outubro 09, 2009

Toy Story 3 - Trailer Premiere

O primeiro trailer completo da nova aventura é lançado


Engatado ao relançamento dos dois primeiros filmes em versão 3D, a Pixar acaba de divulgar o trailer completo da terceira parte da aventura Toy Story. Desta vez o vaqueiro Woody e sua turma são doados a uma creche quando seu antigo dono - Andy - entra na faculdade.

O trailer é bem legal. O diretor é Lee Unkrich que colaborou com o segundo Toy Story e o ótimo Procurando Nemo. Confira o vídeo:



O filme estreia mundialmente dia 18 de Junho de 2010.

Metro Station "Kelsey" - Video Premiere

Banda de eletropop lança quarto single do primeiro álbum


Liderada por Trace Cyrus e Mason Musso, o Metro Station é logo veículado as estrelas da Disney devido aos sobrenomes famosos. Pois é, os irmãos de Miley Cyrus e Mitchel Musso são bem o oposto das estrelas do seriado Hannah Montana que cantam pop e levam milhares de pré-adolescentes ao delírio.

O Metro Station lançou o primeiro álbum em 2008 e fez um grande sucesso nos Estados Unidos, em que conseguiu vender cerca de 400 mil cópias. Emplacou dois singles (Shake It e Seventeen Forever) no hot 100 e está em turnê com a Miley Cyrus. O eletropop do grupo se aproveita da onda de bandas com sonoridade eletrônica e new rave. O diferencial do Metro Station está no visual que dispensa o coloridinho muitas vezes exagerado.

Confira a premire de Kelsey, que tem a Julie do seriado Friday Night Lights em um baile de máscaras. A música é o 5º single do álbum e também faz parte do novo EP da banda lançado no último dia 2. Mais abaixo, outros vídeos do Metro Station:



Shake It:




Control:




Seventeen Forever:


metro station seventeen forever

Angel [And I care, why?]|MySpace Videos




Para mais informações visite o MySpace da banda aqui.

UP – Altas Aventuras (Experiência em 3D)

Pixar se supera mais uma vez


Para aqueles que nunca repararam, mas, todos os filmes dos estúdios da Pixar que assistiram nos últimos anos, e os consideraram acima da média, assistam ao documentário The Pixar Story (Leslie Iweks, 2007). A produção mostra como o estúdio estava a beira da falência e deu a volta por cima ao começar produzir os primeiros longas totalmente em computação gráfica. É importante assistir para entender como a empresa consegue se superar a cada produção lançada.

Ao ser comprada pela Disney depois do incrível sucesso de Toy Story, a empresa cresceu e até hoje, é um dos mais respeitados estúdios no mundo do entretenimento, alcançando um sucesso após o outro a cada ano. Uma história marcada por crise criativa – antecedendo o lançamento de Toy Story 2 –, a pressão de lidar com os sucessos, os problemas de comunicação com a Disney e por fim a superação de todos os problemas e o estável retorno em torno das produções.

A décima produção assinada pelo estúdio e dirigido por Peter Docter (Monstros S.A.), o longa de animação é mais uma passo na evolução do estúdio, que com o apoio da Disney tem sempre buscado qualidade em cada trabalho. A trama chegou a causar um espanto no mercado financeiro que apostava no fracasso do filme, fazendo com que as ações da Pixar caíssem depois que anunciada a produção. Claro. Quem esperaria que com um protagonista velhinho e rabugento, pudesse ser um grande hit infantil dos cinemas?

E é ai que está a grande cartada da Pixar. Inovar a cada produção é algo que a empresa busca todo momento. É como se fosse um álbum contendo 10 músicas e cada uma fosse um grande hit, com uma estética variada, mas sempre original. Cada produção diferente uma da outra, porém, sempre falando sobre amizade, família e amor. UP é o auge do álbum. Pelo menos até agora. Depois dos mais clássicos Wall-e e Ratatouille que conseguiram excelentes críticas e foram grandes sucessos, talvez não tão grandes quanto os mais comerciais como o mais chatinho Carros e o maior sucesso deles até agora Procurando Nemo, a produção consegue o verdadeiro equilíbrio como filme de entretenimento e aula cinematográfica.

Contando a história do velhinho Carl Fredericksen (aqui no Brasil dublado pelo grande Chico Anysio) que sai em busca de cumprir uma promessa que fez ao seu grande amor e assim vive aventuras ao lado do pequeno escoteiro Russell. Voando na casa que está sendo carregada por balões. A emocionante história tem comédia, ação e pitadas de drama – que comovem até os mais crescidinhos. O vilão aparece em uma grande reviravolta na história, lembrando até muito o que conhecemos em Os Incríveis, afinal ele nos é mostrado no início do filme, mas se revela perto do final. A experiência 3D deixa os detalhes da produção ainda mais belos e completos. É como se abrissem um livro objeto, daqueles que possuem lindos detalhes e se transformam em uma magnífica maquete que te põe dentro da história. Nada exagerado, e tudo bem realizado.

Em Junho poderemos conferir a terceira parte de Toy Story e em breve mais uma produção original do estúdio – Newt. Será que a Pixar ainda conseguirá nos maravilhar ainda mais? Antes que me esqueça, anexado ao filme está curta Parcialmente Nublado, que vale a pena ser procurado por aqueles não tiveram a oportunidade de vê-lo junto.

Up - Altas Aventuras

Up
EUA, 2009 - 96 min
Aventura / Animação
Direção: Pete Docter, Bob Peterson
Roteiro: Pete Docter, Bob Peterson, Thomas McCarthy
Elenco: Edward Asner, Christopher Plummer, Jordan Nagai, Bob Peterson, Delroy Lindo, John Ratzenberger

Trailer: