junho 30, 2010

SAIU O TEASER DE ATIVIDADE PARANORMAL 2...

...agora a família amaldiçoada tem um bebê e um cachorro!

Quando A Bruxa de Blair 2 saiu, o filme foi massacrado pela crítica e um fiasco de bilheteria, mas fugiu de toda a essência do que foi o original. Agora, está na hora de Atividade Paranormal fazer o teste - pelo menos de público - e saber se o hype ficou no original ou se o público ainda quer sentir os fáceis sustos na continuação.

Pouco se sabe sobre a a história, mas isso não importa muito, né? A Katie aparece no ponto em que o outro terminou. É mais uma família assombrada, só que agora o cachorro e um bebe vão fazer parte da brincadeira. A única pista fornecida de acordo com o site Coming Soon, é o recado na imagem final do vídeo, em que é possível ver uma mensagem escrita no espelho do quarto que diz: "O que está acontecendo com Hunter?".


Com direção de Tod "Kip" Williams, Atividade Paranormal 2 está previsto para estrear em 22 de outubro deste ano, nos Estados Unidos. Vai bater de frente com a última parte do sanguinolento Jogos Mortais.


Informações: Cineclick e Rolling Stones

junho 29, 2010

RANGO, ANIMAÇÃO COM JOHNNY DEPP, GANHA PRIMEIRO TRAILER!

Ator é literalmente um camaleão


Johnny Depp é conhecido por ser um ator versátil, que, a cada filme, assume uma nova identidade e a interpreta muito bem. Com esses atributos, ele já foi apelidado de ator camaleão. Agora é hora dele vestir a carapuça no filme de animação Rango. O ator faz a voz do protagonista, que é um camaleão com crise de identidade, após viver no luxo de um bicho de estimação. Nessa busca por suas origens, ele se envolve em muitas confusões.  O ator já havia tido a experiência de dublagem, em A Noiva Cadáver de Tim Burton.

A Paramount é o estúdio responsável e a técnica de computação gráfica impressiona pela qualidade. Veja o trailer:
 

Rango ainda conta com Alfred Molina (Educação), Isla Fisher (Os Delírios de Consumo de Becky Bloom), Abigail Breslin (A Ilha da Imaginação) e Ray Winstone (As Crônicas de Nárnia: O Leão, a Feiticeira e o Guarda-Roupa) como dubladores.

A direção fica por conta de Gore Verbinski (Piratas do Caribe - No Fim do Mundo), e a estreia no Brasil está marcada para 15 de abril de 2011.


Informações: Cineclick

DIVULGADO O PRIMEIRO TRAILER DE TROPA DE ELITE 2!

Fala do capitão Nascimento dá o tom: "Eu transformei o Bope numa máquina de guerra"



Continuação do mega sucesso do cinema nacional, Tropa de Elite 2, ganha o primeiro trailer cheio de ação e intrigas. No filme, Nascimento enfrenta um novo inimigo: as milícias. Agora com um cargo na secretaria de Segurança Pública, ele bate de frente com o sistema que domina o Rio de Janeiro, e descobre que o problema é muito maior do que imaginava. E não é só. Ele precisa equilibrar o desafio de pacificar uma cidade ocupada pelo crime com as constantes preocupações com o filho adolescente. Quando o universo pessoal e o profissional de Nascimento se encontram, o resultado é explosivo. Tropa de Elite 2, agora é pessoal. Veja o trailer:


Além de Wagner Moura e Irandhir Santos, vão participar do filme: Pedro Van Held, Seu Jorge, Tainá Müller e Emilio Orciollo Neto. Além dos atores que participaram do primeiro filme: Maria Ribeiro como Rosane, a mulher de Nascimento, André Ramiro, como Matias e Milhem Cortaz como o capitão Fábio. Fernanda Machado faz uma participação. José Padilha segue na direção.

O lançamento é previsto para 8 de outubro.

junho 28, 2010

VEJA O NOVO TRAILER DE HARRY POTTER !

Trailer tem mais de 2 minutos de pura emoção!


A Warner Bros. Pictures liberou na tarde dessa segunda- feira, o primeiro trailer extenso de Harry Potter e as Relíquias da Morte - Parte I. Os fãs fizeram vigília nesta tarde esperando o lançamento do trailer na internet. Cópias desse vídeo estarão anexadas à Eclipse que chega aos cinemas nessa quarta. O trailer começa com o encontro de Voldemort e Harry em uma sombria floresta, depois a edição ganha ritmo, tem beijo, correria, lutas... e finalmente apresenta as datas das duas partes. É épico, de arrepiar. Veja:


Harry Potter e as Relíquias da Morte - Parte I e Parte II estreiam - com cópias 2D e em 3D (convertido) -, em 19 de novembro deste ano e 15 de julho de 2011, respectivamente. 

TRUE BLOOD ESTREIA 3ª TEMPORADA MAIS SEXY QUE NUNCA!

Primeiro episódio não impressiona, mas prepara terreno para novas tramas


Depois de uma segunda temporada tumultuada, com histórias interessantes, o que mais se lê nos blogs especializados, é que tanto a crítica quanto um certo público superestima e muito a série True Blood. Muitos não podem entender, esperam que o seriado trate as questões mais complexas da mitologia o tempo todo, como o preconceito entre humanos e vampiros - que foi a premissa da série. Porém, aos poucos a religião também foi adicionada ao seriado e agora a trama caminha para diversos ângulos. É difícil manter um só foco dentro do seriado, e mais complicado ainda é manter o ritmo depois de duas temporadas muito boas.


O primeiro episódio dessa terceira temporada mais pareceu o final da anterior cheio de pontas soltas sendo parcialmente fechadas, ou melhor, baixando a poeira. Esse é problema de superestimar um produto. Criar um hype desnecessário que o próprio canal apóia - em busca de audiência - e a crítica abraça, mas por motivos diversos. Alguns pela complexidade da mitologia vampiresca, que ultimamente tem sido amaciada demais, outros acham forte o poder da série de entreter com um roteiro ágil, surpreendente, humanizado e sensual.

True Blood retorna do mesmo lugar, Sookie percebe o rapto de Bill, quando ele estava esperando a resposta do pedido de casamento feito a ela; Jessica ainda confusa com a nova vida de vampira; Sam que depois de derrotar Maryann, está em busca de suas origens; Tara está de luto por Eggs e está sendo cuidada por Lafayette; Eric segue com problemas em manter a estabilidade em seu distrito depois do crescimento do tráfico de sangue; Pam ganhou uma pequena e muito comentada participação como porta voz de Eric com os traficantes e a rainha Sophie-Anne agora se juntou de vez a Eric.

É muito cedo para saber se o seriado vai ficar realmente genial como foi a segunda temporada ou seguir razoável como este primeiro episódio e a primeira temporada inteira. Minhas apostas estão nesse núcleo de lobisomens que promete agitar as tramas e no Sam descobrindo sobre seu passado. Esse tipo de mistério me agrada. Claro que, não posso me esquecer do Jason que mais uma vez consegue roubar a cena com o núcleo mais sarcástico da série. Com muito nudismo - fato normal no início das temporadas de True Blood, a série conquistou mais de 5 milhões de telespectadores no primeiro episódio tornando-se o maior hit da HBO deste Família Soprano e agora caminha para a maioridade, só falta engrenar novamente o ritmo. A série já foi renovada para uma 4ª temporada.

No Brasil, True Blood retornou no domingo passado (27) e é reprisado nas terças-feiras, às 21 horas na HBO Brasil.

junho 26, 2010

O surpreendente 'O Segredo dos Seus Olhos'

Vencedor do Oscar de filme estrangeiro tem reviravolta emocionante


A produção argentina O Segredo dos seus Olhos fez um enorme sucesso quando lançado no país de origem. Tornou-se o maior sucesso de bilheteria da história do país nos últimos 35 anos, tendo custado apenas 2 milhões de euros. E ainda por cima conseguiu o feito de desbancar o favorito ao Oscar 2010 na categoria de melhor filme de língua estrangeira, o alemão A Fita Branca.  Então, fica a curiosidade de como o filme conseguiu tanto respeito e foi abraçado pelo público. A trama em partes é monótona com grandes atuações e foge dos exageros hollywoodianos, ou seja, apesar de temática policial, não espere muitas cenas de ação, perseguições e explosões. O ritmo mesmo, aquele que vai te prender na poltrona, vem mais para a metade da projeção, e nessa hora entende-se o por quê do sucesso do filme.

A produção é thriller policial com pitada de romance baseada no livro La pregunta de sus ojos (A pergunta dos seus olhos) de Eduardo Sacheri, e é dirigido por Juan José Campanella. O filme conta a história de Benjamin Espósito (Ricardo Darín), um jurista veterano que está para se aposentar e se dedica a escrever um livro sobre o caso mais extraordinário de sua carreira. Ele trabalha com a juíza Irene (Soledad Villamil), que conhece há anos, da qual, possuem um velado romance. Tal caso ocorreu há 25 anos atrás, e trata-se de um estupro e morte de uma mulher, casada com um empregado de banco. Na situação, foram presos dois suspeitos, mas logo descobriu-se que ambos eram inocentes e de tão torturados, um acabou dando uma falsa confissão. Com uma nova prova, observada pelo jurista em velhas fotografias, um novo suspeito acaba sendo considerado. Porém, depois de capturado descobre-se que a polícia secreta o recrutou para cometer assassinatos na ditadura.

Em meio a essa trama mostrada em flashbacks, o policial está apresentando o livro à Irene. Mas, apesar da história pronta, Espósito ainda tem dúvidas sobre o desfecho do caso e parte em busca de encontrar os envolvidos. Contar mais do que isso seria revelar um dos maiores spoilers da história do cinema, e com certeza viraria caso de polícia. Não é necessário dizer que o final é surpreendente, desde o momento de diálogos mais profundos e cheios de segredos a serem descobertos, quanto a verdade por trás de cada olhar. E é esse foco que torna O Segredo dos seus Olhos uma das melhores tramas do cinema atual, tão cheia de qualidades técnicas (fotografia, trilha sonora, direção, roteiro...) - exceto talvez a maquiagem, um tanto forçada na tentativa de envelhecer os personagens - quanto de atuações brilhantes, em especial do amigo do protagonista, Pablo Sandoval (Guillermo Francella) que faz graça em certos momentos e em outros a atuação dramática é emocionante. Um filme memorável, misterioso e que merece ser apreciado.

O Segredo dos Seus Olhos
El Secreto de Sus Ojos
Argentina / Espanha , 2009 - 129 min
Drama / Policial
Direção: Juan José Campanella
Roteiro: Juan José Campanella
Elenco: Ricardo Darín, Soledad Villamil, Guillermo Francella, Pablo Rago

Trailer:



junho 25, 2010

ASSISTA AO TEASER DE 'A REDE SOCIAL', O FILME SOBRE O FACEBOOK

Filme estreia em dezembro


A produção que promete revelar os bastidores da criação da rede social mais famosa do mundo, o Facebook, ganha seu primeiro teaser. Dirigido por David Fincher (O Curioso Caso de Benjamin Button, O Quarto do Pânico), A Rede Social (The Social Network) é adaptação da obra The Accidental Billionaires: The Founding of Facebook, a Tale of Sex, Money, Genius and Betrayal, de Ben Mezrich que mostra como Mark Zuckerberg e Eduardo Saverin, dois nerds desajustados socialmente, fundaram o Facebook enquanto faziam faculdade em Harvard, em meio a sexo, dinheiro, traição e genialidade.


O elenco conta com Jesse Eisenberg interpretando Zuckerberg, Andrew Garfield (Leões e Cordeiros) como Saverin - brasileiro que deixou o Facebook no começo e depois processou Zuckerberg se tornando a principal fonte do livro de Mezrich, e Justin Timberlake é Sean Parker, co-fundador do Napster. A produção da Columbia Pictures, tem data de lançamento prevista para dezembro.

junho 24, 2010

O filme do ano: 'Toy Story 3'

Animação da Disney/Pixar ultrapassa os limites do gênero


Em uma passagem do filme Ratatouille, perto do climax do filme, o crítico gourmet está perto de provar o prato feito pelo ratinho - lógico, sem saber que o animal era o responsável. O mal-humorado crítico - que não acredita no ideal de que "qualquer um pode cozinhar" defendido pelo dono do restaurante - está pronto para, mais uma vez, julgar o lugar que há anos foge de sua opinião. Então, eis que ele degusta a comida e logo é mentalmente transportado para um passado remoto, em que as lembranças de um delicioso prato feito por sua mãe - logo quando chega em casa, chorando depois se machucar andando de bicicleta - lhe vêm à cabeça libertando os sentimentos que o contexto trouxe junto do sabor daquela refeição. Mais do que um simples prato gostoso, o crítico sentiu a mesma segurança e o amor de se ter um porto seguro depois de um tempestuoso momento. A caneta, a arma pronta para o ataque, escorrega de sua mão que está sem força, entorpecida pelo prazer nostálgico. Desarmado, o crítico desfruta o prato e finalmente descobre a verdade do cozinheiro. Volta atrás e entende o conceito defendido pelo falecido chefe, fazendo uma crítica cheia de redenção e respeito.

Ao terminar de assistir Toy Story 3, foi essa cena que pairou sob os pensamentos de quem aqui escreve. Orgulhosos estariam os envolvidos nas duas produções, afinal, utilizar uma passagem de um filme deles, para demonstrar um sentimento que tem a ver com outro filme deles, é algo sem precedentes. Como importante filme desse ano dos estúdios de Walt Disney em parceria com a Pixar, dando uma pausa depois de outros grandiosos sucessos de bilheteria e crítica (Up Altas Aventuras, Wall-e e Ratatouille), a sequência Toy Story 3 marca mais uma vez a tentativa de ultrapassar todos os limites do gênero de animação. Não é sobre ser indicado ao Oscar na categoria principal, como Up conseguiu, mas, ir mais longe, arrebatando o sentimento de diferentes públicos e classes. Toy Story 3 ultrapassa os paradigmas fundamentados de que as continuações são ruins, de qualidade inferior e muitas das vezes correm atrás do dinheiro do público leigo. Toy Story 3 é mais.

Desde 1995, a Pixar sabia que tinha um tesouro nas mãos, e agora, 15 anos depois do primeiro lançamento que marcou a indústria cinematográfica com a computação gráfica, copiada de forma medíocre por alguns estúdios, ela sabe que Toy Story é a franquia mais bem sucedida no mundo da animação e chegando a superar casos de filmes do outro gênero, aquele com atores reais. É impossível considerar que um filme como este possa ser considerado infantil ou limitá-lo como uma simples animação. Tudo, basicamente tudo, é uma aula de como o cinema do entretenimento pode ser divertido, com um roteiro concreto e principalmente passar a mensagem, nos incluir no meio da história.

Desde pequenos detalhes como corações de papel colados ao fundo da cena, num momento oportuno de amor entre a Barbie e Ken, ou, as gotas de chuva escorregando pela janela, fazendo-se das lágrimas daqueles que não podem chorar. É infinitamente incrível como um filme consegue no último minuto de amargura e dor, próximo de revelar a morte, mostrar uma cena como daqueles objetos dando as mãos, um gesto esquecido na sociedade de hoje e pouco difundido na cultura do entretenimento infantil. É infinitamente surpreendente uma "animação" demonstrar tanta riqueza sentimental num diálogo de despedida/doação de "meros" brinquedos.

A experiência gratificante de assistir Toy Story 3, não se resume à um filme animado, divertido e com a mensagem moralista no final. É mostrar um tema como a amizade, tão doce, fiel, pura com àqueles objetos que algum dia qualquer pessoa sem dúvidas já teve um para amar. E esse filme se prestou na necessidade de mostrar um lado, imaginativo (como os primeiros minutos detalham), do que deveria ser uma amizade não recíproca - entre as crianças e seus brinquedos. Mas, além disso, é exemplo de outras diversas formas desse sentimento tão nobre e importante. E isso se trata de uma animação, que assim como um ratinho, maltratado e de coração bondoso, alvo de preconceito, surpreendeu e desarmou um crítico esnobe. Quem foi criança mesmo, sabe que os brinquedos eram mais do que plástico... foram parceiros, foram amigos, verdadeiros amigos. Toy Story nos transporta para esse mundo, e nos lembra, ou ensina, o valor da amizade.

Toy Story 3
EUA , 2010 - 103 min.
Animação / Aventura / Comédia
Direção: Lee Unkrich
Roteiro: Michael Arndt, John Lasseter, Andrew Stanton, Lee Unkrich
Elenco:  Tom Hanks, Tim Allen, Joan Cusack, Don Rickles, Wallace Shawn, Estelle Harris, John Ratzenberger, Ned Beatty, Michael Keaton, Kristen Schaal, Blake Clark, John Morris, Laurie Metcalf, Jodi Benson, Timothy Dalton, Jeff Garlin, Whoopi Goldberg, Bonnie Hunt, R. Lee Ermey 

Trailer:




junho 22, 2010

FILME DO HERÓI BESOURO VERDE GANHA PRIMEIRO TRAILER!

O lançamento está marcado para o ano que vem


Foi divulgado em programa de TV nos EUA, o primeiro trailer da adaptação de Besouro Verde (Green Hornet) para os cinemas. O herói criado em 1930 para uma radio novela e depois virou um sucesso em uma série de TV e logo ganhou uma versão para quadrinhos. Agora será levado aos cinemas.

Na trama da Sony Pictures, Britt Reid (interpretado pelo comediante Seth Rogen) é o milionário que luta contra o crime usando a máscara verde do Besouro, ao lado de seu chofer, Kato (Jay Chou). Escondida no trailer, Cameron Diaz vive Lenore Case, secretária de Reid. Christoph Waltz (Bastardos Inglórios) vencedor do Oscar deste ano, também está no elenco.

Veja o trailer:


Com direção de Michel GondryBesouro Verde será lançado em 3D nos Estados Unidos no dia 14 de Janeiro do ano que vem, no Brasil a produção estreia em 25 de Fevereiro.

Fonte: Omelete

junho 19, 2010

VEJA O SEGUNDO TRAILER DE RESIDENT EVIL: RECOMEÇO

Vídeo detalha melhor a trama


Depois do primeiro e incrível trailer que destaca a qualidade do 3D do filme, agora o novo trailer resgata a história dos outros filmes e mostra o próximo passo da adaptação dos games. O quarto longa se chama Resident Evil: Recomeço e continua a saga de Alice (Milla Jovovich) em busca de sobreviventes da infestação que transformou a população em mortos-vivos. Ela fica sabendo de um local seguro, e segue a Los Angeles, mas quando chega lá não é isso que a espera. A continuação ainda conta com Ali Larter retornando como Claire Redfield. De Prison Break para as telonas, Wentworth Miller será Chris Redfield, personagem de grande importância no jogo. O vilão da trama Wesker é vivido por Shawn Roberts. 


Veja o trailer:



Paul W. S. Anderson  continua como o diretor. A estreia ocorre em 10 de setembro de 2010. No Brasil, chega uma semana depois, dia 17.

Fonte: Omelete

junho 17, 2010

DIVULGADO O PRIMEIRO TRAILER DO NOVO 'AS CRÔNICAS DE NÁRNIA'!

Filme estreia em dezembro


Depois da 20th Century Fox adquirir os direitos da série As Crônicas de Nárnia, que havia sido abandonada pela Walt Disney Pictures após o fraco desempenho de Príncipe Caspian na bilheteria mundial (419 contra 745 milhões de O Leão, a Feiticeira e o Guarda-Roupa), os fãs respiram aliviados com o primeiro trailer de A Viagem do Peregrino da Alvorada que acaba de ser lançado.

 Nesse terceiro filme da série, tem o retorno dos irmãos Pevensie, Edmundo (Skandar Keynes) e Lúcia (Georgie Henley), agora acompanhados do primo Eustáquio (Will Poulter). Juntos do Príncipe Caspian (Ben Barnes), eles partirão para descobrir o que aconteceu com os sete fidalgos que foram enviados para desbravar o oceano oriental por Miraz, tio de Cáspian. Assista o trailer recheado de efeitos visuais, apesar de um orçamento inferior aos outros dois:


O lançamento de As Crônicas de Nárnia: A Viagem do Peregrino da Alvorada está marcado para 10 de dezembro em 2-D e 3-D convertido.

Informações do site Omelete.

junho 15, 2010

B.O.B LANÇA NO NOVO CLIPE COM HAYLEY WILLIAMS DO PARAMORE

Faixa é mais um dos hits desse verão!


A música número três dessa semana nos Estados Unidos acaba de ganhar um clipe. Com participação da vocalista do Paramore, Hayley Williams, o rapper B.o.B lança o segundo single da carreira, depois do mega sucesso de Nothin' On You com Bruno Mars que ficou em primeiro lugar tanto nos EUA quanto no Reino Unido. O álbum se chama The Adventures of Bobby Ray.

Veja o clipe de Airplanes, bem básico por sinal:



Se tiver dificuldade com a visualização, tente aqui.

KATY PERRY LANÇA CLIPE DO HIT 'CALIFORNIA GURLS'

Um dos clipes mais esperados do ano foi lançado hoje!


Depois de fazer bonito, estreando quase no topo das paradas americanas e consequentemente se refletindo pelo mundo, California Gurls da cantora Katy Perry acaba de ter um vídeo lançado para o novo hit. A música faz parte do terceiro disco de Katy, Teenage Dream. O lançamento está previsto para 24 de Agosto.

Confira o vídeo que abusa de cenas sensuais com Katy quase nua e ao mesmo tempo passando uma imagem inocente, cheio de doces em volta:

MARK RONSON LANÇA UM DOS VÍDEOS MAIS LEGAIS DO ANO!

Produtor agora sob o nome de Mark Ronson & The Business INTL

Depois de jogar Zelda no primeiro vídeo promocional do novo álbum, o produtor Mark Ronson lança o primeiro single oficial. Adotou o título de Mark Ronson & The Business INTL e chamou rapper Q-Tip e a cantora MNDR para a música Bang Bang Bang.

Intitulado Record Collection, o álbum de Mark Ronson & The Business INTL vai contar com participações de Boy George, Jonathan Pearce (The Drums), Nick Hodgson (Kaiser Chiefs) e Dave McCabe (The Zutons). O lançamento é previsto para Setembro.

Veja o clipe cool:



junho 13, 2010

O apocalípse humano de 'A Estrada'

Relação entre pai e filho emociona em um dos melhores filmes do ano



A Estrada não é um filme para todos. Apesar de tocar no drama que envolve a Terra apocalíptica, sem um razão evidente, o filme foca nas relações humana entre os poucos sobreviventes que se dividem em: os que caçam para continuarem a viver e os outros que caminham pelo nada em busca de algum sinal de esperança. Se trata da adaptação da obra do premiado escritor Cormac McCarthy - o mesmo que escreveu as histórias que foram adaptadas em dois grandes filmes: Espírito Selvagem e Onde os Fracos não Têm Vez - e vencedor do prêmio Pulitzer de ficção em 2007 por esse drama apocalíptico. 


Estrelada por Viggo Mortensen (Trilogia O Senhor dos Anéis) e Charlize Theron (Monster - Desejo Assassino), a história se passa em um futuro pós-nuclear, quando a Terra está bem destruída e sua superfície fica cinza e nebulosa. Um pai (Viggo Mortensen) caminha com seu filho (Kodi Smit-McPhee) empurrando um carrinho de supermercado em direção à costa, na esperança de encontrar alguma ajuda. Na estrada se deparam com perigos e ameaças. Charlize Theron interpreta a esposa de Mortensen, que aparece em lembranças do personagem. É um pouco complicado de assistir e deve incomodar alguns - particularmente, a fotografia é incrível - com o tom acinzentado que paira por toda a produção, e ainda mais em uma visão pessimista do gênero.

A relação entre pai e filho é o que sustenta o filme. Eles buscam por comida e algum lugar para passar a a noite e o pai se depara no dilema: como seria criar um filho em um lugar tão obscuro, sem vida e beleza? Movido pelas lembranças de sua esposa, a fé se esmiuça a cada algo que dá errado para os dois. Ele ensina que os dois são os homens bons, contra o maus que não possuem ética e passam por cima do valores humanos em busca da própria sobrevivência. A cada lição de moral, fica cada vez mais claro o desespero em se manterem com caráter quando não encontra nenhuma pista da esperança. Porém, ao ultrapassarem obstáculos aos poucos percebe-se o quanto é importante a construção da dignidade no menino, que no desfecho será recompensado. Afinal, encontrar no caminho um porão cheio de pessoas subnutridas, preparadas para serem abatidas como animais - uma cena que lembra o holocausto - é algo que não justifica nenhum tipo de sobrevivência.

Filmes com essa temática, apresentam sempre questões interessantes a serem analisadas. É quando falta luz durante a noite. Apesar de se conseguir informações em aparelhos eletrônicos, fica evidente como o ser humano é vulnerável a falta de tecnologias. Então, a evolução mais importante é qual? Manter os valores éticos e morais ou buscar as ferramentas mais potentes e fazer uso desenfreado delas? A sobrevivência é dos que possuem armas e as usam como animais ou daqueles que pensam apenas para se defenderem. E outro ponto é o da fé. Até quando buscar a vida em um lugar tão inóspito? São essas questões que surgem e fazem de A Estrada um dos melhores filmes do ano, mesmo que não pra todos.

A Estrada
The Road
EUA , 2009 - 111
Drama
Direção: John Hillcoat
Roteiro: Joe Penhall, Cormac McCarthy (livro)
Elenco: Viggo Mortensen, Kodi Smit-McPhee, Charlize Theron, Robert Duvall, Guy Pearce, Michael K. Williams, Garret Dillahunt


Trailer:



junho 12, 2010

'Príncipe da Pérsia' se perde nas areias do tempo

Produção da Disney - adaptada dos jogos - é regular, mas cheia de clichês


Depois de tantos "fiascos" cinematográficos adaptados do games, a nova tentativa de levar um grande clássico dos jogos pareceu que daria certo. Houve uma melhora, assim como nas adaptações de heróis dos quadrinhos, mas ainda falta algo... Com um roteiro fraco, Príncipe da Pérsia - um dos maiores jogos de ação da indústria - não é um filme ruim, porém, se perde na tentativa ser mais um filme familiar mergulhando em vários clichês e caindo no lugar comum. Os 200 milhões de dólares gastos, e a recepção abaixo do esperado, mostra que apesar de um personagem forte, o contexto pouco se sobressai.

O filme começa com Nizam (Ben Kingsley, formidável) armando o assassinato de seu irmão, Shahrman (Ronald Pickup), o soberano de Pérsia, e calculadamente, põe a culpa no príncipe Dastan (Jake Gyllenhaal) para poder assumir o trono. Dastan então é banido e começa a ser perseguido. Junto dele, está a misteriosa princesa Tamina (Gemma Arterton) que guarda uma adaga ancestral capaz de conjurar as areias do tempo - um presente dos deuses que pode fazer voltar o tempo e dar ao seu mestre o controle do mundo. O seu reino foi invadido pelos persas de forma traiçoeira, e ela acaba o ajudando, pois, tem de zelar pela adaga que agora está com Dastan.

Os pontos fortes do filme estão - como já esperado - nas cenas de ação, em que o personagem, assim como nos games, possui movimentos surpreendentes e uma agilidade fora do comum. À todo momento eles está pulando em telhados, escalando muros e fugindo. Algo que consegue segurar a atenção do público até o final. O problema apontado por muitos, está no ator Jake Gyllenhaal que não tem o estereótipo de personagens de ação. Porém, fica claro que a escolha é bem pensada, em busca de um público familiar (até feminino) que o conhece de diversos outros filmes, sendo o mais lembrado O Segredo de Brokeback Montain. Ou seja, é um bom ator que faz drama e tem buscado outros horizontes, já o estúdio o escalou para amaciar protagonista e focar na aventura, algo na minha opinião, respeitável. 

Mesmo com uma interessante trama e um rico personagem à mão, o que não cola em Príncipe da Pérsia, mesmo que bem adaptado, é a forçada tentativa de pincelá-lo com um novo Piratas do Caribe. Acaba mais infantilizado que o filme de Jack Sparrow e parecido com A Múmia. Teria chances de segui-lo, mas o enredo é tão batido, que nem uma visível metáfora da Guerra do Iraque, consegue envolver o público. De um todo, o que fica marcado aqui é uma feliz tentativa de emplacar um game para tela, com todo o cuidado que ele merece, por outro lado do que adianta levar para as tela um roteiro que não inova nos pontos de vista, é previsível e segue com a mesma mensagem moralista com vilões? Acaba sendo esquecido nas areias do tempo...

Príncipe da Pérsia: As Areias do Tempo
Prince of Persia: The Sands of Time
EUA , 2010 - 116 min
Aventura
Direção: Mike Newell
Roteiro: Boaz Yakin, Doug Miro, Carlo Bernard
Elenco: Jake Gyllenhaal, Gemma Arterton, Ben Kingsley, Alfred Molina, Steve Toussaint, Toby Kebbell, Richard Coyle, Ronald Pickup, Reece Ritchie

Trailer:


junho 09, 2010

GRANDE PRÊMIO DO CINEMA BRASILEIRO

Premiação é considerada o Oscar no país


Ainda é desconhecida por grande parte do público, não conta com grande estrutura e se sustenta do próprio momento do cinema nacional com a constante presença de atores de TV. Porém, o quadro está mudando e esse ano o Grande Prêmio do Cinema Brasileiro, chega à sua oitava edição, foi transmitido ao vivo online e pelo Canal Brasil.

Anna Muylaert premiada
O vencedor absoluto, É Proibido Fumar de Anna Muylaert, venceu 5 prêmios (melhor longa-metragem de ficção, diretor e roteiro original, além de trilha sonora e montagem de ficção) - estava indicado à seis - e desbancou as 11 indicações de Tempos de Paz e as nove de Se eu Fosse Você 2, os dois filmes são do diretor Daniel Filho. Ambos levaram duas categorias, o drama ficou com Melhor Roteiro Adaptado (da obra de Bosco Brasil) e Figurino, enquanto a comédia levou o de melhor filme de ficção pelo voto popular e melhor ator para Tony Ramos. Ficou perceptível que tudo foi muito bem distribuído.

A Academia que elege os melhores do ano de 2009 é formada por críticos e pessoas ligadas ao cinema, e nesse ano conseguiu satisfazer à vontade de todos que saíram ganhando e do público - diferente até mesmo do Oscar deste ano. Injustiça talvez para À Deriva (indicado à nove e vencedor de melhor Fotografia)  e  O Contador de Histórias (indicado à quatro prêmios e levou de melhor ator coadjuvante para Chico Diaz), mas esses pelo menos venceram, já que casos como A Festa da Menina Morta, levou quatro indicações e saiu de mãos vazias.

Tony Ramos: melhor ator
Outros vencedores foram Lilia Cabral, melhor atriz pelo papel na comédia Divã; Denise Weinberg, melhor atriz coadjuvante por Salve Geral e Besouro levou de melhor direção de arte e efeitos visuais. Os filmes Avatar de James Cameron e Bastardos Inglórios de Quentin Tarantino foram os escolhido entre os melhores estrangeiros - Avatar recebeu o prêmio de melhor filme estrangeiro pelo voto popular e Bastardos foi votado pela academia. Que o prêmio cresça junto com o cinema nacional, pois é bom tanto para o cinema de arte, quanto aos mais populares. Fico apenas impressionado com o filme que inscreveram para o Oscar - Salve Geral - e nem a própria academia nacional reconhece que não merece ganhar. Erros inadmissíveis.

Confira a lista dos vencedores:


Curta-metragem de animação: "O menino que plantava invernos", Victor Hugo Borges  
Curta-metragem de ficção: "Superbarroco", Renata Pinheiro
Curta-metragem de documentário: "De volta ao quarto 666", Gustavo Spolidoro 
Figurino: Marília Carneiro, por "Tempos de paz" 
Maquiagem: Martín Macias Trujillo
Direção de arte: Claudio Amaral Peixoto, por "Besouro"
Direção de Fotografia: Ricardo Della Rosa, por "À deriva"
Montagem de ficção: Paulo Sacramento, por "É proibido fumar"
Montagem de documentário: Karen Akerman, por "Simonal - ninguém sabe o duro que dei"
Efeitos visuais: Marcelo Siqueira, por "Besouro"
Som: Denilson Campos e Paulo Ricardo Nunes, por "Simonal - ninguém sabe o duro que dei"
Trilha sonora: Márcio Nigro, por "É proibido fumar"
Trilha sonora original: Berna Ceppas, por "Simonal - ninguém sabe o duro que dei"
Atriz coadjuvante: Denise Weinberg, por "Salve geral"
Ator coadjuvante: Chico Diaz, por "O contador de histórias"
Prêmio especial de preservação: Alice Gonzaga (escritora, pesquisadora, produtora, diretora e empresária do ramo cinematográfico)
Longa-metragem nacional de animação: "O grilo feliz e os insetos gigantes", de Walbercy Ribas e Rafael Ribas
Longa-metragem infantil: "O grilo feliz e os insetos gigantes", de Walbercy Ribas e Rafael Ribas
Longa-metragem estrangeiro: "Bastardos inglórios", de Quentin Tarantino
Roteiro adaptado: Bosco Brasil, por "Tempos de paz"
Roteiro original: Anna Muylaert, por "É proibido fumar"
Prêmio especial: Anselmo Duarte (1920-2009)
Longa-metragem de documentário: "Simonal - ninguém sabe o duro que dei", de Calvito Leal, Claudio Manoel e Micael Langer
Longa-metragem de ficção nacional (voto popular): "Se eu fosse você 2", de Daniel Filho
Longa-metragem de ficção estrangeiro (voto popular): "Avatar", de James Cameron
Melhor atriz: Lília Cabral, por "Divã"
Melhor ator: Tony Ramos, por "Se eu fosse você 2"
Melhor diretor: Anna Muylaert, por "É proibido fumar"
Melhor longa-metragem de ficção: "É proibido fumar", de Anna Muylaert

Visite o site do evento aqui.

junho 08, 2010

MICHELLE BRANCH RETORNA COM NOVO CLIPE

Cantora troca o country pela batidas repetitivas do produtor Timbaland...


Michelle Branch fez muito sucesso no início da década. Chegou ser premiada com o prêmio Escolha da Audiência no VMA de 2002, teve uma parceria de sucesso com o mestre Santana e ganhou Grammy por isso, além de mais de 1 milhão de cópias vendidas do primeiro álbum. Mas ultimamente ela não tem conseguido voltar a emplacar. Em 2003, lançou o álbum Hotel Paper que tem uma qualidade incrível e chegou a dar Michelle uma indicação ao Grammy, porém, a cantora teve problemas com a turnê pela baixa procura por ingressos. Depois formou a banda The Wreckers apostando em um som mais country, e agora, depois de uma nova tentativa solo e country fracassada levando adiamento do álbum Everything Comes and Goes para mais de um ano pela gravadora, ela retorna com novo single e parceria com o produtor Timbaland.

Gateway é o nome da música, e claro tem mais de Timbaland que o estilo da própria cantora. O resultado mostra a falta de química entre os dois e dá pena da Michelle... é difícil aguardar ela de volta com um bom pop music.

Confira o vídeo novo e mais abaixo os bons tempos de Everywhere, The Game of Love e Are You Happy Now:





O álbum segue sem data de lançamento.

NOVIDADES: SAIBA QUAIS OS SINGLES E ÁLBUNS LANÇADOS NA SEMANA

Destaque para diva do pop Christina Aguilera

Semana cheia de lançamentos nos principais mercados do mundo: Estados Unidos e Reino Unido. Em ambos, Christina Aguilera chega com o quinto álbum da carreira: Bionic - o quarto em inglês. Em meio a chuva de críticas - a maioria sem qualquer fundamento - a americana de 29 anos se lança com uma sonoridade que está na moda: o techno pop. O Project Monkeys já conferiu e aprovou o resultado. São 18 faixas mesclando o estilo dance e as baladas - o ponto forte da cantora. Porém, a impressão que fica é que se tivesse lançado um álbum assim há quatro anos, tudo seria melhor aceito. No período, Justin Timberlake e Nelly Furtado chegavam ao topo das paradas com esse estilo - ambos apadrinhados pelo produtor Timbaland. Já Christina estava no mercado com um álbum retrô, e que, mesmo belíssimo, não teve bom êxito. Agora com Bionic, a cantora fica à sombra do fenômeno pop do momento: Lady GaGa, que esperta e munida de bons produtores, seguiu o fluxo corretamente. A espera é que o álbum venda entre 100 e 150 mil cópias no Estados Unidos, e lançado ontem no Reino Unido, as prévias apontam o debute no primeiro lugar. Veja o primeiro clipe Not Myself Tonight.

Confira a lista dos principais lançamentos nos Estados Unidos:

Álbuns

Soundtrack - Glee: Journey To Regionals
Christina Aguilera - Bionic
Christina Aguilera - Bionic Deluxe Edition
Soundtrack - The Twilight Saga: Eclipse
Soundtrack - The Twilight Saga: Eclipse Deluxe Edition
Dierks Bentley - Up On The Ridge
Jewel - Sweet and Wild
Jewel - Sweet and Wild [2 CD Deluxe Edition]
Plies - Goon Affiliated
Hanson - Shout It Out
Tiesto - Magikal Journey
Crystal Castles - Crystal Castles
Hot Hot Heat - Future Breeds
Rayvon - Rayvon
Nada Surf - If I Had Hi-Fi
Various Artists - Life Begins At 8:40
Judy Collins - Paradise
Saving Abel - Miss America
Travie McCoy - Lazarus
Clay Walker - She Won't Be Lonely Long
Grace Potter & The Nocturnals - Grace Potter & The Nocturnals
Orianthi - Believe (II)
Ray Stevens - We The People [CD + DVD]
Nevermore - The Obsidian Conspiracy
Nevermore - The Obsidian Conspiracy Deluxe Edition
Lee Brice - Love Like Crazy
Danko Jones - Below The Belt
Renee Fleming - Dark Hope
Against Me! - White Crosses
Against Me! - White Crosses Limited Edition
Andy Bell - Non-Stop
Juan Luis Guerra - A son de Guerra
Teenage Fanclub - Shadows
Tokyo Police Club - Champ
Justin Roberts - Jungle Gym
Blitzen Trapper - Destroyer Of The Void
Stacey Kent - Raconte-Moi
Delta Spirit - History From Below
Various Artists - In Twistable, Turnable Man: A Musical Tribute to the Songs of Shel Silverstein
Various Artists - The Disney Reggae Club
Broadway Cast Recording - The Addams Family
Broadway Cast Recording - Fela!
Cadillac Sky - Letters In The Deep
The Henry Clay People - Somewhere On The Golden Coast
Bing Crosby - So Rare: Treasures From The Crosby Archive [2 CDs]

Singles

2 Cents - Now You Know
Auburn - La La La
Authority Zero - Get It Right
Barenaked Ladies - Every Subway Car
Blitzen Trapper - Dragon's Song
Carmen Reece - Raindrop
Cowboy Junkies - Stranger Here
Crowded House - Saturday Sun
Cyndi Lauper - Early In The Mornin' (f. B.B. King & Allen Toussaint)
Dirty Heads - Executive Music/Fontana
Dirty Heads - Lay Me Down (f. Rome)
Ember - VSR/EMI
Evans Blue - Erase My Scars
Goo Goo Dolls - Warner Bros.
Goo Goo Dolls - Home
Gorillaz - Rhinestone Eyes
Greg Laswell - Vanguard
Hellyeah - Hell Of A Time
impacting songs - Hot/Modern/AC
Indigenous - You Got It
Janus - If I Were You
Katy Perry - Capitol
Kiss - Never Enough
Lisa Bigwood - These Days
Margo Valiante - Mama Don't Know
Michael Franti & Spearhead - Capitol
Michael Franti & Spearhead - The Sound Of Sunshine
Ne-Yo - Beautiful Monster
Paramore - Careful
Robert Randolph & The Family Band - If I Had My Way (f. Ben Harper)
Rodrigo Y Gabriela - Hanuman
Romance On A Rocketship - IDJMG
Ruth Gerson - This Can't Be My Life
Script, The - The Man Who Can't Be Moved
Stereos - Summer Girl
Stunners, The - Dancin' Around The Truth
Tin Bird Choir - Treat You Right
Vampire Weekend - Giving Up The Gun

E no Reino Unido: