maio 31, 2009

O Menino do Pijama Listrado - Resenha

Produção fala sobre holocausto sob o ponto de vista da ingenuidade de uma criança


Bom, o filme O Menino do Pijama Listrado não é tão novo assim, mas apenas agora tive a oportunidade de assisti-lo. E posso dizer que mesmo sendo uma história interessante, diferente, ele tem lá suas limitações.

Eu aprecio esses tipos de produção que falam de uma época tão sombria da qual foi o nazismo. Inúmeras produções se esforçavam para mostrar o que aconteceu em meados da 2ª Guerra Mundial, e todas são lembradas em Oscars, pelo público. Seja mostrar a guerra em si, ou mostrar os personagens judeus perseguidos. É importante frizar que essa questão de judeus, é puramente interesse de estúdios norte-americanos que tem como donos e muitos diretores judeus. Afinal orientais, homossexuais, testemunhas de jeová, comunistas, entre outros foram perseguidos.

Quem conhece bem a história, não vai se surpreender muito com o O Menino do Pijama Listrado, filme escrito e dirigido pelo inglês Mark Herman, baseado no livro de John Boyne. Afinal tudo segue a risca do que os livros e outras produções mostraram. A diferença - ou não, se lembrarmos de A vida é bela - é retratar a visão ingênua de uma garoto de 8 anos, que não compreende o que o mundo está passando. Seu nome é Bruno. Sua família muda-se para o interior da Alemanha, devido ao seu pai ser um dos generais que cuidam de um dos campos de concentração. O menino logo é proibido de andar aos arredores por trás da casa, pois, ali perto encontra-se um desses campos.

Mas ele é uma criança entediada, e logo vai explorar o novo mundo da qual foi obrigado a viver. Então por trás da cerca de arame farpado, ele vê um menino com a mesma idade, mas sem a mesma alegria. Apartir daí eles vão se aproximando e se tornando amigos. Mas mesmo antes disso ele tem contato com um judeu, que é empregado de sua casa, e antes era médico. Bruno acredita que ele largou a medicina para agora descascar batatas. O filme tem uma trama paralela interessante, que mostra sua mãe também descobrindo o horror que acontece ali perto da casa, pois a fumaça preta que aparece no céu e também o cheiro ruim, mostravam que algo estava errado. Ela bate de frente com o marido/general o tempo todo a cada descoberta.

Não eram todos naquele momento que sabiam o poder destrutivo e desumano do nazismo, e o filme mostra isso muito bem. A produção é bem feita, os personagens bem contruídos, mas não consegue nos tocar como outras, serve mesmo para manter na lembrança um passado da qual a humanidade jamais poderá se esquecer.

Filmes com a mesma, ou parecida temática que merecem destaque: O Pianista, A vida é bela, Olga, O ano em que meus pais saíram de férias
e A queda.

O Menino do Pijama Listrado

The Boy in the Striped Pijamas
EUA / Reino Unido, 2008 - 95 min
Drama
Direção: Mark Herman
Roteiro: Mark Herman
Elenco: Asa Butterfield, Zac Mattoon O'Brien, Domonkos Németh, Henry Kingsmill, David Thewlis, Vera Farmiga, Jack Scanlon

Trailer:




maio 30, 2009

Toy Story 3 - Trailer Premiere

Depois de 14 anos do ínicio da franquia, temos o primeiro teaser do 3º filme

E a primeira animação em 3D de sucesso nos cinemas, e também a que eu mais gosto, acaba de ter o vídeo da sua terceira parte lançado na internet. O longa Toy Story 3 mostrará o vaqueiro Woody e sua turma sendo doados a uma creche quando Andy - aquele cabeçudinho - seu antigo dono, parte para a faculdade (!).

O diretor é Lee Unkrich (que co-assinou o segundo Toy Story e Procurando Nemo). Cara, eu amo Procurando Nemo, e isso só prova uma coisa, essa franquia é a promessa da Disney.




Toy Story 3-D estreia mundialmente em 18 de junho de 2010.

maio 27, 2009

Plain White T's "Sunlight" - Video Premiere

Terceiro single da banda é o mesmo do que você já ouviu (e viu) antes

E a banda Plain White T's bem que tenta, mas não consegue. O sucesso de uma música apenas no seu currículo, atrapalha a banda a tentar emplacar um novo hit. É capaz e daqui um tempo ela ser lembrada como banda de um hit só, no caso a bonitinha Hey There Delilah que ficou famosa e conseguiu derrubar o monstro Umbrella da Rihanna do primeiro lugar da Billboard.

Mas nada disso atrapalha o honesto som que a banda faz. O novo videoclipe deles tem imagens de shows, bastidores... E uma homenagem a amizade dos caras que sobrevive 10 anos. Mas diferente do último single 1,2,3,4 a música é menos acústica, mas continua lembrando Travis e The Beatles. Fique com a premiere:


maio 24, 2009

Marley e Eu - Resenha

História de uma vida ao lado do pior cão do mundo é de emocionar

Entre Marley e Eu e Sete vidas - o drama com Will Smith, da qual fiz a resenha aqui -, preferi assistir o segundo nos cinemas. Parecia mais interessante, sério, e tinha um ator da qual acho muito bom. Ambas adaptações literárias tinham como objetivo, emocionar o público com histórias de vidas onde crises motivam à volta por cima,.

Marley e Eu é uma adaptação que parece seguir à risca o best seller de John Grogan. Soa como auto ajuda, mas não é. Com Owen Wilson, que me parece meio superficial, e Jennifer Aniston, na média de suas atuações, o filme é feito para a família. E a mensagem é aquela mais linda que um livro sobre a vida pode trazer. Mas tem um problema ai. Que importantes lições de vida o casal Grogan extrai do animal e que são importantes para a vida deles? O que eu vi foi o personagem central colocando o cachorro como peça central de sua vida, e ele é a causa de seguir adiante com sua vida. E apenas isso.

Mas o cachorro em si, não mudou nada na vida deles. O casal passa por momentos em que muitos outros passam e saem da mesma forma, que tudo pode terminar como uma melosa propaganda de margarina. O cachorro ao meu entender, é apenas algo bonitinho ali que entra na família para bagunçar tudo e só. Talvez a lição mais bonita que o filme pode trazer está nos momentos finais, onde consegue nos arrancar lágrimas, mas não corresponde muito com o drama do personagem e sua familia. Trata apenas sobre amizade ingênua, mesmo que bonita.

Mas assim como eu, acredito que muitos não conseguiram segurar um: "eu quero um cachorro desses pra mim!"

[8,0/10]


Marley e Eu

Marley & Me

EUA, 2008 - 120 min
Drama
Direção: David Frankel
Roteiro: Scott Frank, Don Roos
Elenco: Owen Wilson, Jennifer Aniston, Eric Dane, Kathleen Turner, Alan Arkin, Nathan Gamble, Haley Bennett, Clarke Peters

Trailer:




maio 23, 2009

Cash Cash "Party In Your Bedroom" - Video Premiere

Banda com som e estilo pop/powerpop lança seu primeiro videoclipe

Boa dica pra quem tá gostando dessa onda powerpop do momento. O mundo ficou mais colorido ontem, quando saiu o aguardado clipe de Party In Your Bedroom, da bandinha Cash Cash. De New Jersey, a banda está em turnê pelos Estados Unidos fazendo escola com o Cobra Starship.

O vídeo, claro é bem ruim e cheio de clichês, daqueles que até o NX Zero já usou em seus vídeos por aqui no Brasil. Mas é bom para conhecer a banda que tem um albúm muito bom e dançante. Veja:



Very nice!

The All-American Rejects "I Wanna" - Video Premiere

Sexo, cerveja, luzes e Rock'n'roll!

Mal lançaram o vídeo do segundo single The Wind Blows (que eu postei aqui), mês passado - sem tempo para entrar nas paradas - a música I Wanna acaba de ganhar seu vídeo. No vídeo a banda toca entre luzes e garrafas de cerveja - provável patrocinador - enquanto um casal com fogo se agarra dentro do carro. Confira:



Adorei isso!

maio 22, 2009

Novidades: Séries canceladas, renovadas e o que vem por aí!

Muitas estreias para a próxima temporada, e nenhuma que eu acompanho foi cancelada, ufa!


Estava apenas esperando o anúncio final da CW para finalizar esse post. Essa semana é complicada para os fãs de séries americanas. Apesar desse ano, eu não está acompanhando nenhuma com risco de cancelamento, dá sempre um friozinho na barriga. A única que foi cancelada, que eu escolhi para acompanhar, mas vi apenas o primeiro episódio foi Eleventh Hour da CBS, exibido por aqui pela Warner Channel, mas foi um erro do canal, falo logo. Medium é um caso isolado, eu amo a série, mas não assisto regularmente, mesmo cancelada pela NBC ela conseguiu uma nova chance pela CBS e vai fazer dobradinha com Ghost Whisperer - nas noites de sexta-feira -, outra que larguei à algum tempo e é infinitamente inferior a estrelada pela ótima Patricia Arquette.

Tudo começou na manhã da segunda-feira, quando a FOX, a emissora que mais costuma cancelar séries, anunciou suas escolhas. O canal que no passado cancelou várias séries que eu amava, como Miss Match e Tru Calling, desta vez deu uma nova chance a Eliza Dushku. Ela que estrelou Tru Calling, teve sua nova série Dollhouse renovada. Bones também foi renovada. Eu larguei a série depois da primeira temporada. Enjoei de policiais. Fringe também foi renovada, eu assisto, mas está tão complicado gostar... E Prison Break, teve seu final.

Para a próxima temporada, o canal vai apostar na dramédia musical Glee; The Cleveland Show que é o aguardado spin-off do ótimo desenho Uma Família da Pesada; o drama Brothers; a adaptação em quadrinhos da DC Comics Human Target; Past Life série de investigação misturada com regressão com pessoas como ajuda a solucionar crimes e na mid-season vai estreiar uma nova comédia com atores em carne e osso: Sons of Tucson.

Me interessei pela Human Target:




Na terça feira foi a vez da rede ABC. E como já era esperado foram renovadas Grey's Anatomy - que vai ganhar várias cópias, preparem-se -, Desperate Housewives, Lost, Private Practice e Ugly Betty. Essas são apenas algumas que vão ganhar nova temporada. Dessas eu vejo Desperate, que apesar de vários errinhos, é uma boa diversão, Lost, que vai para sua última temporada (apenas em janeiro) e Grey's Anatomy, que é a melhor série no ar ultimamente.

As estreias são: o drama policial The Forgotten; a comédia Hank; o sitcom The Middle; a comédia gravada no estilo de The Office, Modern Family; a mais esperada comédia de Courteney Cox, conhecida por Friends, e era protagonista da ótima Dirt, chamada Cougar Town; a adaptação do filme As Bruxas de Eastwick, a série Eastwick; outro drama super aguardado, Flash Forward (foto); o drama Happy Town; a série sci fi V, sobre um grupo de alienígenas que se mostram bonzinhos, mas guardam o desejo de dominar o mundo e The Deep End, drama de tribunal.

Interessantes até aqui, temos Flash Forward sobre um grupo de pessoas que depois de um fenômeno inexplicado, puderam ver por um curto período de tempo o seu futuro e V.

O empolgante trailer de Flash Forward:




Na terça-feira também, a NBC anunciou sua nova programção, e foi cercado de surpresas e polêmicas. Elogiadas pela crítica, Medium e My Name is Earl foram canceladas, mas logo após isso Medium ganhou casa nova.

Chuck que estava pronta pra ser cancelada, foi renovada. Assisti a primeira temporada, e agora me empolguei ainda mias pela segunda e terceira. A série é bem legal. Outras ótimas renovações foram as de 30 Rock e Friday Night Lights.

As estreias são muitas. Começando por: Trauma, drama de ação sobre paramédicos; Parenthood, baseada no filme O Tiro que Não Saiu pela Culatra; Community, comédia gravada com uma câmera apenas; Day One drama sci fi que parece seguir a trilha de Heroes; o drama médico Mercy e o sitcom 100 questions.

Parecem boas: Mercy e Day One.

Quarta-feira foi o dia da CBS. A rede que salvou Medium. Adorei essa atitude. A emissora é famosa pelos seus policiais, a franquia CSI por exemplo. Eleventh Hour e Without a Trace foram as maiores vítimas. A CBS é um canal que tem padrão alto, lembro que Joan of Arcadia tinha média muito regular e foi cancelada logo na sua segunda temporada. The Big Bang Theory também é renovada e devido ao sucesso passa a ser exibida logo após a campeã de audiência Two and a HalfMen.

As estreias do canal são: NCIS: Los Angeles, série derivada de NCSI e estrelada por Chris O’Donnell e LL Cool J; o drama de advogados The Good Wife; o drama médico Three Rivers, a comédia Accidentally on Purpose; o drama policial The Bridge e Miami Trauma, drama sobre cirurgiões que atuam em uma sofisticada emergência traumatológica.

Parecem boas: Three Rivers e Accidentally on Purpose.

Nesta quinta-feira foi a vez da pequena The CW, séries teens e femininas como nunca. Entre as canceladas estão Reaper. Vi alguns episódios da primeira temporada, e a série é boa, mas apenas boa. Era né.

Smallville, Supernatural, Gossip Girl, 90210, One Tree Hill e America’s Next Top Model retornam para mais uma temporada. Que saco! One Tree Hill que é a minha favorita volta para uma 7ª temporada, e sem o s protagonistas, Lucas e Peyton. Gente, não é melhor cancelar? Mas o canal que passa uma séria crise de audiência, tem como certeza nessas séries tradicionais, e por isso não ousa tanto. Gossip Girl é ruim. Não péssima, mas ruim. Smallville foi para às sextas-feiras, o dia que ninguém vê tv.

As estreias são: o remake de Melrose Place; The Beautiful Life (foto) que gira em torno dos bastidores do mundo da moda e da intimidade de um grupo de jovens modelos, estrelada pela Mischa Barton; The Vampire Diaries sobre uma jovem que se relaciona com dois irmãos vampiros, um bom e um mal, algo meio Crepúsculo; e na mid-season o drama Parental Discretion Advised.

Parece boa: The Beautiful Life.

Confira o trailer:



E é isso. Achei fraco, mas vamos vê se alguma ai vai valer a pena. Por enquanto, eu estou atrasado em todas que eu assisto. Ano que vem temos o retorno de Skins em sua 4ª temporada. Esse post teve informações retiradas do site Teleséries.

maio 21, 2009

9 - Trailer Premiere

Longa-metragem de animação é produzido pelo ótimo Tim Burton e tem data de estréia no Brasil

E vamos de Tim Burton! O cara que sabe como fazer filmes sombrios - mas belos - como ninguém, deu uma forcinha na produção de 9. Não é o musical do post abaixo, e sim uma animação que mostra o mundo pós-apocalíptico, na visão de nove bonequinhos que lutam com máquinas no estilo de Matrix que dominaram o mundo.

Os personagens são chamados por números: 7 (voz de Jennifer Connelly), 5 (John C. Reilly), 1 (Christopher Plummer), 2 (Martin Landau), 6 (Crispin Glover) e o protagonista que dá nome ao filme, 9 (Elijah Wood).

Confira a bacana prévia:




O lançamento no mercado norte-americano não podia ter data mais a ver: 9/9/2009. Porém no Brasil o filme sai apenas 11 de setembro.

maio 19, 2009

Nine - Trailer Premiere

Musical do mesmo diretor de Chicago traz grandes estrelas do cinema


Bom, é com certo atraso que posto esse trailer, já o tinha visto quando foi lançado na internet, mas forças maiores do que eu me impediram de posta-lo aqui. E como o Projetc Monkeys não quer deixar ninguém por fora de nada, vamos ao que interessa.

Rob Marshall, diretor de Chicago, grande vencedor do Oscar de 2003 (injustamente, falo logo), leva as telas um novo musical, Nine. A história é sobre Guido Contini, cineasta que entra em crise criativa e passa a lembrar as mulheres de sua vida. O trailer tem apelo bem sensual.

O elenco tem muita gente conhecida e respeitada: Kate Hudson (Stephanie, uma jovem jornalista de moda dos EUA), Penélope Cruz (amante dele), Marion Cotillard (esposa do cineasta), Nicole Kidman (musa de Guido), Judi Dench (Lily, confidente e figurinista), Fergie (Saraghina, a prostituta que iniciou Guido) e Sophia Loren (mãe dele).

Se ainda não viu, confira o ótimo trailer:




O lançamento de Nine está marcado para 8 de janeiro no Brasil de 2010, meses depois da estréia no mercado norte-americano que acontece em 9/9/2009. Provavelmente a data é estratégica para o Oscar, afinal musicais não fazem muito sucesso no mercado internacional como nos EUA, apenas com o peso de uma indicação ao Oscar.

The Killers "The World We Live In" - Video Premiere

Banda de Las Vegas volta a apostar na simplicidade

E saiu o terceiro single promocional da banda The Killers. O álbum Day & Age que é um verdadeiro sucesso, tem um vídeo dessa vez mais simples e menos extravagante que Human e Spaceman. A música escolhida tem batida mais calma, The World We Live In. Confira:




maio 17, 2009

Anjos e Demônios - Resenha

Sequência de O Código da Vinci tem mais tensão e é um pouco interessante... e só


Eu gostei do filme O Código da Vinci. Gostei bastante das polêmicas e do roteiro da produção. Tom Hanks não estava tão bem, mas não compremeteu o filme. E nem o fato do filme ser bem dialogado tirou o meu interesse da proposta final. Então, já aguardava Anjos e Demônios com anciosidade.

Quando saiu o trailer, já era perceptível que teríamos uma produção mais bem elaborada, com cenas mais tensas e mais sombrio, com a história se passando no Vaticano. E foi isso que aconteceu. As cenas iniciais, onde mostram experiências que tentam fabricar a antimatéria dentro de um laboratório científico, já me despertou o interesse, pois, já era possível esperar um embate sobre Ciência versus fé.

Mas essa questão foi deixada um pouco de lado, e tivemos apenas uma discussão mais completa perto do final, até lá, é Tom Hanks pulando de igreja por igreja procurando códigos que pudessem revelar o tal segredo da vez, enquanto 4 padres estão sequestrados e jurados de morte, e uma parte a experiência sobre a antimatéria foi roubada pondo em risco todo o mundo. As cenas de ação pelo menos não deixam à desejar. Os efeitos são de primeira.

E é aí o ponto negativo do filme, ao invés de explorar temas pertinentes a sociedade, o filme se perde nos códigos, na repetição de caça à verdade e nessas cenas de ação. Mesmo tendo um Tom Hanks com uma atuação melhor como o simbologista Robert Langdon, o filme fica cansativo, e nem as cenas de tensão, conseguem segurar o ânimo. Ao contrário de O Código daVinci que sobravam diálogos, em Anjos e Demônios foi predominante o exagero de trilha sonora e edição rápida e intensa, e o que faltou foi... diálogo.

[7,5/10]

Anjos e Demônios

Angels & Demons

EUA, 2009 - 138 min
Suspense
Direção: Ron Howard
Roteiro: David Koepp, Akiva Goldsman, Dan Brown (livro)
Elenco: Tom Hanks, Ewan McGregor, Ayelet Zurer, Stellan Skarsgård, Nikolaj Lie Kaas, Pierfrancesco Favino
Trailer:

maio 15, 2009

A Estrada - Trailer Premiere

Adaptação do premiado livro é um drama pós-apocalíptico e acaba de ter seu trailer lançado

Cada vez mais rápido, as adaptações literárias para o cinema acontecem. E tem escritor por aí que acaba de emplacar seu 3º drama para as telonas. Cormac McCarthy é um desses. Ele é autor de Espírito Selvagem e Onde os Fracos não Têm Vez, e seu novo livro, vencedor do Pulitzer de 2007, A Estrada teve recentemente seu trailer lançado.

Estrelado por Viggo Mortensen (Trilogia O Senhor dos Anéis) e Charlize Theron (Monster - Desejo Assassino), a história se passa em um futuro pós-nuclear, quando a Terra está bem destrída e sua superfície fica cinza e nebulosa. Um pai (Viggo Mortensen) caminha com seu filho (Kodi Smit-McPhee) e um carrinho de supermercado em direção à costa, na esperança de encontrar alguma ajuda. Na estrada se deparam com perigos, surpresas e recompensas. Charlize Theron interpreta a esposa de Mortensen. Interessante, né? A estreia de The Road está marcada para 4 de setembro no Brasil.


maio 14, 2009

X-Men Origens: Wolverine - Resenha

Filme solo do mutante não consegue empolgar muito, mas guarda boas surpresas


Ao mesmo tempo que o público aguardava ancioso pelo grande lançamento do filme que conta a história do popular personagem Wolverine, em seus bastidores, o clima de insatisfação parecia tomar conta da produção. Várias cenas tiveram que ser refeitas e a imprensa especializada já esperava o filme com o pé atrás. Mas para a felicidade do estúdio, nem o fato da fita ter vazado um mês antes na internet, atrapalhou seu sucesso nos cinemas. E olha que isso foi um grande risco, sabendo que a recepção dos fãs foi morna.

Pois é, X-Men Origens: Wolverine não passa de uma fita de ação, onde a qualidade da produção, nem de longe lembra a série X-Men, que teve três filmes bem sucedidos, e atendeu as expectativas dos fãs. Mesmo que X-Men 3: O Confronto Final tenha dividido opiniões e deixou o futuro da série bem bagunçada. Se a história do personagem foi modificada para se aproximar ainda mais do público que não conhece a complexidade da história, o filme ainda peca no fraco roteiro e nas cenas de ação que mais lembram filmes de ação ruins.

Mas o resultado podia ser pior. O maior problema da produção talvez seja superar o que já vimos na série dos X-Mens. Para muitos até hoje - inclusive eu - X-Men 2 é a melhor adaptação de quadrinhos para o cinema. Direção competente, roteiro inteligente e atuações empolgantes, como a do ator Brian Cox, que aqui fez o vilão William Striker e infelizmente foi substítuido por um ator menos expressivo nesse Wolverine.

Os coadjuvantes tem suas história mostradas de forma rápida e desnecessárias, e apenas estão ali para mostrar seu poder e ficar na sombra de Hugh Jackman. Está claro que a presença de Gambit (Taylor Kitsch) aqui é apenas fruto dos fãs que pediam a presença do personagem. E os outros bonzinhos, aparecem, morrem, somem do nada...

Mas o ponto positivo do filme é a grande menção aos outros três filmes por meio de um personagem importante. Não vou dizer aqui, mas trata-se de uma participação incrível, ainda mais que no terceiro filme da série seu destino ficou em aberto. Mesmo sendo um prelúdio e sem nenhuma obrigação de resolver questões, essa participação é bem interessante. Outra coisa boa é a escalação de Liev Schreiber como Dentes de Sabre.

Se Bryan Singer fez um grande trabalho com os dois primeiros filmes da série, fato que perdoamos até a escorregada do exagerado terceiro filme, não dá pra perdoar o diretor Gavin Hood, afinal Wolverine é o personagem mais popular e interessante da franquia, e merecia muito mais.

[7,5/10]


X-Men Origens: Wolverine
X-Men Origins: Wolverine
EUA, 2009 - 107
Direção:Gavin Hood
Roteiro: David Benioff e Skip Woods
Elenco: Hugh Jackman, Liev Schreiber, Danny Huston, Will i Am, Lynn Collins, Kevin Durand, Dominic Monaghan, Taylor Kitsch, Daniel Henney, Ryan Reynolds

Trailer:

maio 11, 2009

District 9 - Trailer Premiere

Produção mostra grupo de alienígenas procurando abrigo na terra

Eu adoro filmes de ficção, e melhor ainda se tiver os próprios extraterrestres andando por aqui. Mas já pensou se eles tivessem querendo abrigo por aqui? Afinal por aí podem ter seres evoluídos, mas por que não teriam também menos evoluídos e que estivessem com problemas nesse sentido de falta de tolerância?

Mas vai saber o motivo dessa confusão. De acordo com o o ET interrogado, o alien caiu por aqui por engano... estranho isso...

Confira o trailer do filme District 9, da produtora WingNut Films de Peter Jackson, dirigida pelo novato Neill Blomkamp:



O lançamento do filme está marcado para 30 de outubro no Brasil.

maio 06, 2009

Viagem para o Rio de Janeiro

Bom, não se todos sabem aqui, mas moro no Espírito Santo e estou cursando Comunicação Social, com habilitação em Jornalismo. E como estou prestes a formar, percebi que seria interessante inscrever um trabalho que desenvolvo na faculdade, o Jornal Laboratório do curso, para o Expocom, que é um congresso de comunicação social que abrange Universidade do Braisl inteiro.

E o que aconteceu é que o o Jornal foi classificado entre os 5 da região sudeste e concorre uma vaga para o final, que acontecerá em Curitiba no próximo semestre. Essa fase inicial é no Rio de Janeiro onde estou me preparando para ir e avisando todos vocês. Ficarei por lá até domingo. E na semana que vem volto com atualizações normais.


Boa sorte pra mim!

Abraço a todos! Nos vemos no Rioooo!!!!!

maio 04, 2009

Chris Cornell "Long Gone (Howard Benson Version)" - Video Premiere

Estaria o cantor se redimindo do fracasso Scream?

Ninguém esperava, mas aconteceu. Depois de 4 vídeos promocionais para o último álbum Screm, o cantor Chris Cornell lançou um novo single. Até aí, nada demais, só que a versão da música nesse clipe, é outra, bem diferente do albúm. Sim. Ela é rock, troca toda bateria eletrônica, por instrumentos de verdade. Sai o hip hop de Timbaland e entra o produtor Howard Benson que já contribuiu para muitas bandas, de The All-American Rejects até Flyleaf. Veja lista de bandas da qual ele produziu aqui.

Seria o reflexo do fracasso de crítica e vendas do albúm? Bom, eu fiz uma resenha do albúm, e conto melhor toda a novela que foi esse álbum. Essa versão está bem superior a original, e agora percebo como o álbum poderia ter saído melhor se ele tivesse mesclado melhor o estilo R&B com o rock que o consagrou.

Veja a versão da música no novo clipe:

Hoobastank feat. Vanessa Amorosi "The Letter" - Video Premiere

E não é que o Hoobastank voltou a fazer música boa?

Bom, ser banda conhecida por apenas uma música não é nada bom. Mesmo que por trás daquilo a banda conseguiu prêmios, dinheiro e 15 minutos de fama. Temos dois bons exemplos desses útimos anos, bandas que emplacaram um grande hit, mas agora fracassam na tentativa de emplacar novas músicas. Plain White T's desde Hey There Delilah não consegue chegar ao topo das paradas - apenas na minha - ou vender as quase 1 milhão de cópias pelo mundo com seu novo albúm. E a outra banda é o Hoobastank.

O Hoobastank é uma banda que diferente da primeira citada sempre fez um sucesso mediano nos Estados Unidos, mas apenas com o single The Reason fez com que o álbum, de mesmo nome, vendesse cerca de 2 milhões de cópias apenas nos EUA. A partir daí, mal vendem 50 mil cópias. Mas isso também se deve a qualidade dos trabalhos. Claro. Apesar de um período não tão bom, a banda aproveita e lança albuns diferentes para dois países diferentes. O álbum Fornever ganhou uma versão americana já lançada e uma australiana que sairá em Junho. O clipe para a música The Letter dessa versão australiana acabou de ser lançado. A música dessa vez conta com a participação de uma cantora de grande sucesso por lá, Vanessa Amorosi. E o resultado ficou muito bom por sinal, era o que o Hoobastank precisava.
Confira a estréia do novo vídeo:


maio 01, 2009

Transformers: A Vingança dos Derrotados - Trailer Premiere

Novo trailer mostra mais da história e o que podemos esperar da sequência

Saiu nessa sexta-feira, feriado, o primeiro trailer completo de Transformers: A Vingança dos Derrotados. Com cenas adicionais ao primeiro teaser, a história mostra Sam (Shiah LaBeouf) na faculdade, um pouco dos seus pais, e o relacionamento a distência com Mikaela (Megan Fox). E claro não podia faltar efeitos e mais efeitos com os robôs, virando moto, carro, avião, bicicleta, navio.

Na sinopse, Sam e Mikaela estão novamente na mira dos Decepticons, que desta vez precisam dele vivo, pois ele detém conhecimentos valiosos sobre as origens dos Transformers e sua história ancestral na Terra. Enquanto isso, os militares dos Estados Unidos e uma força internacional juntam-se aos bondosos Autobots para enfrentar os vilões.

Confira o trailer:



Dia 24 de Junho veremos o resultado.