janeiro 24, 2013

Crítica: Retorno de 'The Big C' e da fantástica série 'Enlightened'

Séries que mesclam drama com comédia são uma grata surpresa

Dando continuidade ao post sobre os seriados que retornaram na HBO Brasil esta semana, duas menos badaladas (mas ambas premiadas com o Globo de Ouro de melhor atriz de comédia), estrearam coladas na última segunda (21): The Big C e Enlightned. A primeira (original do ShowTime, o canal de Nurse Jackie) entra no seu terceiro e penúltimo ano, enquanto a segunda engata sua segunda temporada - a série é oriunda da matriz americana. Comentários dos retornos:


Enlightened é a série que todos deviam assistir e refletir sobre a vida


Nossa. Falar de Enlightened é um dos maiores prazeres no momento. A série produzida e atuada por Mike White e Laura Dern (vencedora do Globo de Ouro 2012 como melhor atriz de comédia) é um momento de inteligência e reflexão da realidade complicada que vive o mundo. A premissa da série é seguir uma mulher, Amy, divorciada, e que após um surto contra o amante que também era seu chefe, vai passar por uma reabilitação espiritual no Havaí. Ela retorna com a vontade de fazer o bem, tanto para as pessoas, quanto para a natureza. Retorna à sua empresa, mas é jogada num porão trabalhando em um setor que vigia funcionários e os demite dependendo do grau de compensação de cada um deles. Ou seja, enquanto os poderosos vivem da maneira que quiserem, os outros sofrem boicotes e punição se não trabalham direito. São meros números e não fazem nenhuma ideia dessa posição - é como se fosse um Admirável Mundo Novo nos tempos de hoje, sem a ficção científica e sim a hierarquia de trabalho.

No fim da temporada passada, ela agarra uma causa: melhorar as questões da megacorporação, da qual, trabalha não deu certo - ela tentou, mas não lhe deram ouvidos. Ela agora tem uma sede de acabar com a empresa de qualquer maneira. Descobre que eles zombam dos outros sem dó nem piedade. Ela então vai atrás de um jornalista Jeff (Dermot Mulroney) que faz denuncias contra grandes corporações. Mas Amy tem dificuldades de que as pessoas vejam o que ela vê. Sua conexão com a vida agora é de maneira tão pura que fica complicado para outros não verem que não se trata apenas de uma vingança particular, uma ambição por notoriedade ou um alto risco desnecessário. É uma questão de ser a "chave". Amy ainda tem questões dentro dela para serem resolvidas e não é apenas vestir vermelho e sair à luta que vai mudar o mundo de uma hora pra outra como ela almeja. Incrível também como a metáfora dos castelos de vidros e amaldiçoados serve pra tanta coisa e é uma reflexão ainda mais profunda sobre a sociedade. Enlightened continua sensacional e imperdível.



The Big C volta com protagonista levemente desesperada


Série vencedora em 2011 o Globo de Ouro como melhor atriz de comédia - Laura Linney, a premissa de The Big C era apresentar de maneira otimista uma mulher de meia idade que descobre ter câncer. Vivendo no subúrbio, ela entende que não viveu a vida como queria e passa a se livrar das amarras sociais. O drama da personagem deu lugar a novas inspirações, loucuras que ela nunca fez e a necessidade de revelar isso à família. A primeira temporada foi incrível, equilibrando com maestria momentos tristes e engraçados - o ápice da temporada é seu final e tem a ver com seu filho que mantinha um posicionamento complicado diante do problema, até que sua ficha cai. No segundo ato algo deu errado. Parece que a série tentou esticar sem se prender tanto ao tema e focando em núcleos mais banais. Perdeu a graça e parte do sentido, mesmo mostrando Cathy mais perto com a morte.

Agora o seriado retorna com uma protagonista menos otimista e passando tempo bebendo e fumando. Até que seu médico diz que seu organismo tem respondido bem ao tratamento. Como metáfora para o que será mostrado temos Cathy caindo na piscina congelada e quase morrendo sem encontrar o buraco da qual caiu. Assim, ela encontra a vida mais uma vez, com ajuda de seu marido e filho. Ainda não disse exatamente pra que veio, mas o final dessa história eu quero muito saber!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção: Este blog contém conteúdo opinativo, por isso, não serão aceitos comentários depreciativos sobre a opinião do autor. Saiba debater com respeito. Portanto, comentários ofensivos serão apagados. Para saber quando seu comentário for respondido basta "Inscrever-se por e-mail" clicando no link abaixo.