julho 08, 2009

Som & Fúria

Minissérie brasileira, produzida por Fernando Meirelles é sinal de qualidade na nossa TV

Como quase graduado em Jornalismo, fico triste depois de quatro anos, ligar a televisão e dar de cara com o sensacionalismo barato que cada vez mais aparece. Os chamados 'programas populares' e os telejornais que mais parecem programas de fofoca, surgem junto com a atual crise que o jornalismo brasileiro vive. A teledramaturgia pelo menos se manteve intacta, apesar de certos mutantes por aí... Tivemos bons casos nos últimos tempos, como a microssérie Capitu - fracasso de audiência - e o sucesso Maysa - apesar do medíocre horário. Assistir ao primeiro capítulo de Som & Fúria, que estreiou ontem na TV Globo, foi uma experiência divertida e ao mesmo tempo empolgante. É possível respeitar a teledramaturgia brasileira. Agilidade nas cenas, enquadramentos detalhistas e atuações grandiosas.

No elenco podemos contar com atores consagrados como Pedro Paulo Rangel na pele do hilário Oliveira, e outros que são figurinhas fáceis da TV como a sempre ótima Andréa Beltrão como a exigente e escândalosa Elen. A história gira em torno de uma Compania de Teatro que encena peças de Shakespeare. Comandada por Oliveira, que tem se decepcionado com a últimas encenações, a bilheteria não está indo muito bem. Por outro lado o ganancioso diretor financeiro do teatro, Ricardo da Silva, interpretado por Dan Stulbach, não mede esforços para agradar os patrocinaores e atrair o público com a arte, mas isso claro entra em atrito com os artistas e futuramente com Dante (Felipe Camargo). Ao lado de Ricardo, que rouba a cena é Graça (Regina Casé) recém nomeada para a Secretária da Cultura e que de forma inescrupulosa deseja transformar o teatro em uma grande empresa de musicais.

O excêntrico Dante por outro lado tem um passado com Elen e Oliveira, mas depois de um surto ele os abandonou. Depois de dirigir uma companhia falida, ele vai ficar no lugar do amigo Oliveira - que morreu atropelado por um caminhão de presunto (!) - e cuidar do novo desafio, afinal os tempos não são mais os mesmos. No meio disso ainda séra apresentada história de outros personagens, como da jovem atriz idealista Kátia, interpretada pela quase novata Maria Flor.

A minissérie é uma adaptação do ótimo Fernando Meirelles (Cidade de Deus, O Jardineiro Fiel e Ensaio Sobre a Cegueira) da produção canadense Slings and Arrows. Além de produzir ele dirigiu alguns capítulos. E como sempre mandou muito bem, a equipe em si, não podia ter feito um trabalho melhor. Não tão sofisticado como Capitu, mas como uma liguagem fácil sem cair no popuresco. Engraçada, ágil, inteligente e com uma estética belíssima.

Som & Fúria vai ao ar na TV Globo, de 3ª à 6ª feira, entre às 22h e 0h. São 12 capítulos. Mais informações: somefuria.globo.com

Veja o excelente trailer, todo cantado (!):

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção: Este blog contém conteúdo opinativo, por isso, não serão aceitos comentários depreciativos sobre a opinião do autor. Saiba debater com respeito. Portanto, comentários ofensivos serão apagados. Para saber quando seu comentário for respondido basta "Inscrever-se por e-mail" clicando no link abaixo.