julho 14, 2009

Transformers 2: A Vingança dos Derrotados - Resenha

O criticado grande sucesso da temporada


Demorou um pouco mais que eu previa, mas finalmente tive a oportunidade de assistir ao mais aguardado filme da temporada, e consequentemente, ao maior sucesso das férias: Transformers 2: A Vingança dos Derrotados. E minha curiosidade era imensa, pois, a crítica mundial caiu em cima da sequência do ótimo Transformers de 2007. E infelizmente posso dividir a mesma opinião que muitos deles, a continuação é ruim e erra amão em todos os sentidos.

A impressão que fica depois de quase duas horas e meia de filme, que tudo ali foi feito mesmo para se ganhar dinheiro fácil, aproveitando-se do baixo senso crítico das pessoas que vão ao cinema nessa época apenas para ver explosões e cenas engraçadinhas. Mas, você questiona: Isso não é óbvio? Não estamos falando de um filme pipoca, de um blockbuster? Sim. Mas, eu te pergunto não é possível fazer um filme desse gênero com um pouquinho mais de inteligência?

O filme se divide em três partes: primeiro temos uma rápida explicação da situação da história e Sam (Shia LaBeouf) se preparando para entrar na faculdade e pouco se mostra a história do filme. Foca-se em seus loucos pais e em cenas que remete as bobeiras da adolecência. Em meio a isso temos duas cenas de pouca roupa de Mikaela (Megan Fox) com a mesma música do Green Day "21 Guns" exaustivamente tocando de fundo, afinal também temos albúns para vender... O filme parecia não mostrar para o que veio, então entra numa fase um pouco melhor, onde o robô Optimus Prime fica sendo o destaque em umas das cenas mais bem realizadas do filme - a luta dentro de uma floresta. A história enfim começa a andar. Conhecemos os melhor os vilões, a razão da história e enfim, o que eles devem fazer para salvar o mundo mais uma vez.

A terceira parte já é resolver as pontas soltas do filme. E isso é o que mais decepciona. São tantos elementos que devem ser mostrados que o roteiro acaba tratando tudo de forma superficial e se concentrando nas intermináveis cenas de ação. Talvez em outras produções que também tratem a complexa questão "existe vida fora do planeta Terra?" explorariam melhor o quanto isso mudaria nossa percepção do universo. Mas para a produção, isso é o menos que importa, afinal não se tem tempo à perder, o importante é explodir tudo.

Curioso que quando disse que a produção parece se aproveitar do baixo senso crítico das pessoas, não levei em consideração um garoto que durante toda a sessão comentava o filme com seu pai. E sabe o que é mais constrangedor? Ele "adivinhava" todos os clichês baratos que apareciam. Principalmente naquelas de teor mais dramático. Quando um dos protagonistas estava em perigo, e outro ator da cena gritava "Saaaam", o garotinho no cinema, era sempre mais rápido e fazia isso antes dos atores. Ou seja, nem as crianças estão mais despreparadas à tramas fracas e previsíveis.

E se Batman - O Cavaleiro das Trevas é a prova viva de que um blockbuster pode ser sim inteligente e sem tratar o telespectador com insultos - cenas idiotas, como John Turturro mostrando que usa lingerie ou a mãe do protagonista dando uma de chapada em meio ao campus da universidade - o que esperamos de um filme pipoca não é um roteiro cheio de erros e a falta de cotinuidade das cenas, e sim o equilíbrio de ação e humor na dosagem certa. Para aqueles que acham que estou fazendo uma comparação injusta, não vamos muito longe para encontrarmos isso. Basta vermos o primeiro Transformers. Mas isso é o que menos importa para os produtores agora, afinal o filme já soma mais de 700 milhões de dólares em todo o mundo.

Transformers: A Vingança dos Derrotados

Transformers: Revenge of the Fallen
EUA, 2009 - 147 min
Aventura / Ação / Ficção científica
Direção: Michael Bay
Roteiro: Ehren Kruger, Roberto Orci, Alex Kurtzman
Elenco: Shia LaBeouf, Megan Fox, Josh Duhamel, Tyrese Gibson, John Turturro, Isabel Lucas, Ramon Rodriguez, Rainn Wilson, Matthew Marsden, Kevin Dunn, Julie White

Trailer:




Um comentário:

Atenção: Este blog contém conteúdo opinativo, por isso, não serão aceitos comentários depreciativos sobre a opinião do autor. Saiba debater com respeito. Portanto, comentários ofensivos serão apagados. Para saber quando seu comentário for respondido basta "Inscrever-se por e-mail" clicando no link abaixo.