janeiro 15, 2009

A Troca



Para um estudante de Jornalismo, assistir ao filme A Troca de Clint Eastwood, é uma experiência bem interessante. Compreender como os meios de comunicação já tinham certa influência já nos anos 20 e comparar com os dias atuais é um laboratório incrível. Como eles manipulavam ou eram manipulados em uma disputa de jogos de interesse, em que o rádio se mostrando democrático e os jornais como fonte de verdades. Mas esse é um ponto interessante para uma discussão em sala de aula, aqui vou dizer minhas impressões sobre o longa no geral.

Angelina Jolie interpreta Christine Collin, uma mãe que deixa seu filho em casa numa tarde de sábado em Los Angeles. Ela havia prometido a ele que iria no cinema, mas o trabalho à chama e ela tem de ir. Quando volta, não encontra mais o menino. É daí que a sua luta começa. Logo um reverendo e radialista vivido por John Malkovich, espalha a notícia apoiando a mulher. Então um menino é encontrado, e a polícia diz ser o filho de Christine. Isso tudo em meio a explosão de flashs, da qual, ela é praticamente obrigada a aceitar tal mentira. A polícia a pede para "experimentar" viver com o garoto. E essa criança para piorar a situação a chama de mãe. Um absurdo. Mas logo ela começa a protestar e lutar contra a polícia corrupta, de é tão corrupta, que eles se esforçam para acreditar na própria mentira deles.


A personagem sofre horrores. Aí que o filme ganha uma nova abordagem. Uma pista sobre o verdadeiro paradeiro do filho de Christine é revelada. O filme faz uma crítica, que se você pensar bem, pode encaixar com o último governo do presidente Bush, que em meio a protestos, enviou tropas para o Iraque, fazendo de tudo para acreditar numa verdade que só ele vê. Uma política corrupta, que quer, nada mais, que a aprovação de sua população. Mas Clint Eastwood deixa claro que o sistema não é corrupto e sim algumas pessoas que o fazem desse modo. Isso é mostrado no momento em que um investigador que rompe algumas barreiras e vai a fundo investigar as pistas de onde poderia estar o filho de Christine, e claro no momento de punição para tais personagens, em um julgamento, da qual, a sociedade protesta nas ruas.


O filme é grandioso com uma qualidade técnica incrível, enquadramentos majestosos, e até a forma como a personagem se comporta denota a boa direção... É possível, durante a projeção, visualizar melhor os expressivos lábios carnudos de Angelina, do que seus olhos, que em muitos enquadramentos são tampados pelo pequeno chapéu: característica muito grande dessa época. Uma filmagem clássica. O problema do filme talvez seja sua duração muito prolongada, em que o diretor optou por não deixar nada mal resolvido. Tudo bem fechar todas as pontas, mas um filme clássico e longo demais pode cansar o público, mesmo com uma história tão interessante.

Incrível até aqui, foi a atuação brinlhante de Angelina Jolie, que mostra uma lado meigo, e ao mesmo tempo da personagem que apesar de rotulada de batalhadora e corajosa em bater de frente com o sistema, a todo momento só diz que faz aquilo para encontrar o seu filho. E isso é mais uma amostra do que comentei, o problema relatado por Clint, não é esse sobre corrupção, e sim as pessoas que o fazem corrupto. Tanto a heroína aqui confiante no sistema, quer e o usa para fazer dar certo. Confia no sistema até mesmo antes de parar num sanatório. Mais um Oscar para a carreira da atriz é questão de tempo. Um filme incrível. [Nota: 9,5]

2 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Quero muito ver A Troca, e seu comentário sobre o filme me prendeu bastante, haha. Você escreve muito bem... e pelo o que eu pude dar uma olhada no seu blogger, tem bom gosto.

    Comentando alguns outros posts, também quero muito ver Slumdog Millionaire. O ator principal faz Skins, que o que eu pude ver você também assiste. Será que continuará bom mesmo com novos personagens?? Tem umas cenas do primeiro episódeio no site oficial brasileiro.

    Seu blogger é muito bom, e fica melhor ainda pelo seu gosto e como você escreve. Como decsobriu meu blogger, Arte a Sétima??

    ResponderExcluir

Atenção: Este blog contém conteúdo opinativo, por isso, não serão aceitos comentários depreciativos sobre a opinião do autor. Saiba debater com respeito. Portanto, comentários ofensivos serão apagados. Para saber quando seu comentário for respondido basta "Inscrever-se por e-mail" clicando no link abaixo.