outubro 05, 2011

To infinity, and beyond!


Steve Jobs comprou a empresa Lucasfilms de George Lucas em 1984 e contava com apenas 44 funcionários. Preço do negócio na época: US$ 10 milhões. Fundou a Pixar Animations Studios. Em 1986. Anos depois os filmes da empresa somam diversos prêmios Oscar e seus filmes, como Os Incríveis, Procurando Nemo e Toy Story estão no ranking das maiores bilheterias da história do cinema. Em 2006, Jobs vendeu a empresa para a Disney por US$ 7 bilhões, mas ele ainda continuou como acionista. Quatro anos depois, Toy Story 3 arrecadou só em bilheteria mais de US$ 1 bilhão. Até lá foram mais filmes lucrativos e elogiados como Carros, Wall-e e Up Altas Aventuras. Mais do que visionário, Jobs sempre teve controle criativo dentro da empresa e conseguiu que fizessem produções, da qual, servissem não apenas para entreter o público, mas que acabaram por inspirar milhões de crianças e até adultos. A empresa revolucionou a cultura pop e salvou a Disney do desgaste das animações tradicionais que não tinham mais apelo, apesar da qualidade.
"Steve Jobs foi grande amigo e conselheiro confiável. Seu legado se estenderá além dos produtos que criou ou do negócio que construiu. Serão as milhões de pessoas que ele inspirou, as vidas que ele mudou e a cultura que ele definiu. Steve foi um verdadeiro 'original', com uma perfeição criativa, uma mente imaginativa que definiu uma era. Apesar de tudo o que conquistou, parecia que ele tinha apenas começado. Com seu falecimento, o mundo perdeu um homem raro, a Disney perdeu um integrante de sua família e eu perdi um grande amigo."
 Bob Iger, presidente da Walt Disney.

R.I.P  Steve Paul Jobs

 24 de fevereiro de 1955 - 5 de outubro de 2011